Score de crédito: qual é a pontuação ideal para conseguir um bom financiamento?

Braço inserindo uma moeda em um cofre de porquinho preto em primeiro plano e moedas espalhadas ordenadamente ao fundo

Se você deseja comprar uma casa ou um carro, já deve ter pensado em fazer um financiamento. Mas você sabia que para consegui-lo é necessário ter um bom score? Para saber qual a pontuação necessária para realizar essa operação e descobrir como funciona o score, confira o nosso post.

Todo mundo precisa de crédito em algum momento da vida, seja para comprar em lojas, financiar um carro ou até mesmo uma casa. Graças a essa opção, muitas pessoas conseguem adquirir bens que seriam impensáveis caso existisse apenas o pagamento à vista.

Mas não é todo mundo que pode obter crédito em bancos ou instituições financeiras. Para isso, é essencial ter um bom score. Um score alto traz segurança às empresas quanto aos riscos dessa operação, principalmente no caso dos financiamentos, que exigem um comprometimento financeiro grande e de longo prazo.

Pensando nisso, preparamos este artigo para que você entenda o que é o score e como usá-lo a seu favor na hora de fazer um financiamento ou então conseguir um empréstimo. Continue acompanhando para saber mais!

O que é o score?

O score é uma espécie de raio-x da vida financeira do consumidor, utilizado como parâmetro para definir qual é o risco de inadimplência do interessado em obter crédito.

Baseado em inúmeros critérios, ele é capaz de indicar se o indivíduo é um bom pagador de acordo com uma pontuação que vai de 0 a 1.000. Essa pontuação serve de indicativo às empresas sobre o nível de confiança para a cessão de crédito, medindo a probabilidade de endividamento no caso de empréstimo ou financiamento, por exemplo.

Ponto de corte

Existem diversos tipos de score de bancos e empresas diferentes, cada um seguindo seus próprios critérios e particularidades, mas todos levam em conta algumas características semelhantes, como a definição de um ponto de corte.

O ponto de corte é o número limite que separa um bom pagador de um mau pagador. Ele é calculado com base nas probabilidades de pagamento vinculadas ao score do sistema utilizado pela empresa. O objetivo desse critério é identificar um ponto de equilíbrio estatístico entre as faixas para nortear o credor quanto à possibilidade de inadimplência.

Cada instituição define seu ponto de corte conforme o sistema de score de crédito em que ela se baseia.

Onde consultar meu score?

O seu score pode ser consultado gratuitamente nos sites e aplicativos dos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC e o Serasa. Além da pontuação, você pode verificar informações detalhadas sobre as variações da nota e dicas sobre como manter ou aumentar a sua pontuação.

Como o score é calculado?

O score reflete a maneira como o indivíduo se relaciona com o mercado. As empresas coletam dados e cruzam informações com base em um modelo matemático e estatístico para realizar os cálculos. Para chegar a uma pontuação, são usados traços que o consumidor deixa ao adquirir produtos e serviços, solicitar crédito, pagar contas, etc. 

O cálculo gera um número de 0 a 1.000, sendo que quanto maior o valor, maior é o nível de confiabilidade do consumidor. Ele é dividido em três faixas: 

  • De 0 a 300 (baixo);
  • De 301 a 700 (médio);
  • De 701 a 1000 (alto).

O ideal é estar sempre entre 701 e 1000 para obter crédito com mais facilidade. Uma vez que você consegue, sua pontuação aumenta e os credores terão ainda mais confiança para negociações futuras. Quanto mais você aumentar o score, mais fácil será.

Financiamento imobiliário

Ter um imóvel próprio é o sonho de muita gente, mas os preços altos são sempre o maior obstáculo. Por isso, a melhor alternativa é recorrer a um financiamento imobiliário. Mas, para a obtenção desse tipo de crédito, é necessário ter um ótimo score.

A pontuação a partir de 700 é considerada boa o suficiente para solicitar financiamentos de valores elevados. Portanto, esse é o número mínimo que você deve ter se pensa em adquirir a tão sonhada casa própria. Mas lembre-se, quanto mais próximo de 1.000 você estiver, mais chances terá de fechar um contrato.

Contudo, uma pontuação alta não é o requisito decisivo para que o credor disponibilize o seu financiamento. É necessário avaliar outras questões como a sua renda mensal. Dificilmente você terá um crédito autorizado para uma parcela de R$ 2500 se você ganha R$ 3000, por exemplo, porque as empresas entendem que esse valor terá um impacto muito grande sobre seu salário e, portanto, o risco de que você não consiga arcar com a dívida é alto.

Então, se você planeja solicitar um financiamento imobiliário, o ideal é manter seu score em uma pontuação acima de 700 e procurar uma proposta cujas parcelas caibam efetivamente no seu bolso.

Financiamento de carros

Assim como a casa própria, comprar um carro é um passo muito importante na vida de muitas pessoas. De acordo com o SPC, esse é um dos três maiores sonhos de consumo do brasileiro. Mas, para realizá-lo, é preciso ter um bom score, afinal o financiamento é a forma mais comum de aquisição desse bem devido ao preço elevado dos automóveis.

Assim como no caso dos imóveis, a pontuação ideal para conseguir financiamento de carros é acima de 700. Se seu score é de 400, por exemplo, não existe nenhuma lei que impeça o banco ou a instituição financeira de te conceder o crédito, mas é muito improvável que isso aconteça.

Para um financiamento de 100% do valor, o ideal é ter nota acima de 700, mas você pode conseguir um empréstimo com 500 ou 600 de score, por exemplo, caso tenha aproximadamente 20% do valor total para dar de entrada. Isso varia de uma instituição financeira para outra.

Como aumentar o meu score de crédito?

Bom, o seu score não vai aumentar de um dia para o outro, é muito importante esclarecer isso, porque essa pontuação é construída com base em um histórico que avalia hábitos de consumo, pagamento de contas e outros quesitos avaliados em longo prazo. 

Todavia, existem algumas formas de aumentá-lo progressivamente. A seguir, confira como aumentar a pontuação do score:

  • Pague suas contas em dia, como de água, luz, telefone, internet;
  • Mantenha seu nome limpo;
  • Quite ou negocie todos os seus débitos em aberto;
  • Preste atenção no seu comportamento de consumo;
  • Faça o Cadastro Positivo;
  • Movimente sua conta;
  • Evite solicitações de crédito recorrentes;
  • Faça pagamentos antecipadamente.

Se você pretende conseguir um financiamento ou um empréstimo com juros baixos, seguir essas dicas é essencial para fugir do nome negativado e manter seu score acima dos 700. Isso aumentará exponencialmente a sua chance de fechar um contrato. Lembre-se de que isso vale na hora de financiar qualquer bem.

Se gostou de saber mais sobre esse assunto, aproveite e confira outros artigos no blog da Bcredi!

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *