Reforma no verão: vale a pena fazer obras durante a temporada?

planta baixa com desenho de reforma e bora com pequenos tijolos, uma trena e um lápis

Quer fazer uma reforma no verão, mas não sabe se vale a pena iniciar agora ou esperar a temporada passar? Nós vamos te ajudar. Nesse artigo você confere as principais dicas para fazer uma obra sem estresse.

Já percebeu como muita gente planeja uma reforma no verão, pensando em preparar o imóvel para essa estação do ano? Seja na residência particular ou em uma casa na praia que muitas vezes é alugada para gerar renda extra, reformar sempre traz benefícios. O dinheiro investido nos reparos ajuda na valorização do imóvel (caso ele seja vendido no futuro) e traz mais qualidade para os moradores, que desfrutam de momentos de descanso e lazer com mais conforto.

Mesmo que reformar a casa seja um desejo de muitas pessoas, todo o estresse de obras e imprevistos que podem surgir nesse processo de reparo assustam, isso sem contar nos gastos financeiros que a execução de um projeto como esse exige. Planejar a reforma com paciência e honestidade, de acordo com o orçamento, é fundamental para evitar um endividamento inesperado.

O que nem todo mundo sabe é que mesmo sem ter todo o dinheiro da reforma em caixa é possível, sim, tirar esse sonho do papel. Isso porque, o interesse em empréstimos para reforma aumentou entre os brasileiros, já que dessa maneira é possível levantar dinheiro rápido, pagando prestações que cabem no bolso se comparado com os financiamentos convencionais.

Continue lendo nosso artigo que nós vamos trazer todos os detalhes para planejar e executar uma reforma na sua casa minimizando a chance de ter problemas.

Baixe a planilha e planeje o orçamento da sua reforma

Qual o melhor momento para reformar a casa?

De maneira geral, o recomendado é esperar épocas sem chuva para realizar uma reforma em casa. A obra pode ser feita em qualquer período do ano, desde que não tenha muita umidade, já que isso dificulta a secagem dos materiais.

Muita gente espera receber o décimo terceiro para dar uma geral na construção ou na decoração da casa. Isso é interessante, já que o dinheiro extra pode auxiliar no pagamento das despesas. Só fique atento, pois, por ser uma época de bastante sol no Brasil, a demanda por esse tipo de serviço aumenta e, consequentemente, os preços da mão de obra também.

Além disso, uma obra não fica pronta do dia para a noite. Caso você inicie em novembro ou começo de dezembro, corre o risco de passar o final de ano em meio às latas de tinta e poeira. 

Por isso, a melhor época para planejar a reforma da casa é após essas festas de final de ano ou até mesmo mais para frente, programando o encerramento da obra até o mês de outubro, por exemplo. Arquitetos recomendam que obras em áreas externas sejam feitas durante o inverno, um período mais seco que auxilia na finalização de ajustes em telhados, pinturas externas etc.

Além disso, tendo mais tempo para a execução da reforma, você tem mais chances de encontrar boas promoções de materiais de construção ao longo dos meses, comprando e guardando esses itens até o momento da realização do trabalho. Sempre fique atento à economia do país, já que em períodos com juros baixos, as chances de encontrar promoções e melhores preços de materiais pode aumentar.

O que fazer na reforma no verão?

Cada casa e proprietário são únicos, por isso o que será reformado vai muito do gosto pessoal e da necessidade de ajuste no imóvel. Na maioria das vezes, as principais obras realizadas para preparar a casa para a temporada de calor, na reforma no verão são:

  • Ajustes em telhados e paredes: principalmente em casas de praia, a maresia prejudica pintura e esquadrias metálicas;
  • Reparo em ar-condicionado: o calor chega e, com isso, o uso do ar-condicionado aumenta. Garantir que tudo esteja em pleno funcionamento e que os filtros estejam limpos é importante;
  • Pinturas externas: mudar a cor ou ressaltar o tom original realmente muda a cara da casa. Dar essa geral externa, inclusive nos muros, é o desejo de muita gente;
  • Jardim: fazer calçadas ou trocar azulejos externos também ajuda a valorizar um imóvel, além de trazer mais qualidade de vida para os moradores.

Como organizar sua reforma?

Você precisa dar uma geral na casa para deixar tudo prontinho para as festas de final de ano ou outro momento especial para sua família. Agora, montar o planejamento é essencial para organizar a reforma no verão sem ter perrengues. Em linhas gerais, os primeiros passos para organizar sua reforma são:

Estipular seu orçamento

Quanto você realmente pode gastar? Reformar a casa é um sonho e traz muitos benefícios, mas isso não pode prejudicar seu orçamento familiar ou pesar consideravelmente no final do mês, ok?

A primeira coisa é ter um orçamento bem definido, tanto para a execução e compra de materiais quanto para imprevistos que possam surgir durante a reforma. Não é difícil descobrir uma infiltração ou a necessidade de trocar a fiação da casa, por exemplo, durante uma reforma.

Baixe a sua planilha financeira pessoal

Defina o objetivo da reforma no verão

Pé no chão e cabeça no lugar! Muitas vezes, você não conseguirá reformar a casa inteira (ou também nem precisa fazer tudo isso de uma só vez). Tenha consciência do que é importante ser feito neste momento e foque a obra nisso.

Você necessita fazer a pintura externa da casa e trocar o telhado? Se sim, foque nisso! Precisa trocar os azulejos da calçada? Não desvie sua atenção disso. É natural querer fazer tudo e mais um pouco, mas se lembre do orçamento: nem sempre será possível abraçar o mundo.

Atenção às questões burocráticas

Antes de fazer qualquer orçamento, analise se a reforma vai interferir na estrutura da casa. Nenhum tipo de reparo que seja dessa categoria pode ser feito sem autorização da prefeitura e sem o aval de um engenheiro. 

O morador não precisa pedir autorização caso faça obras como pintura de paredes, alteração de azulejos, troca de portas e janelas entre outros. Mas, caso necessite derrubar uma parede ou construir uma edícula, por exemplo, é importante esse aval técnico.

Contrate um profissional

Pesquise e converse com profissionais capacitados e faça mais de um orçamento para ter opiniões distintas sobre a obra. Reformar a casa é algo importante e você não pode correr riscos de ter um serviço “meia-boca” realizado no seu lar.

A mão de obra de um pedreiro e servente mais caprichosos será mais alta, e você precisa pensar no resultado da obra a longo prazo. Aquela frase que “o barato sai caro” pode ser muito verdadeira. Por isso, pesquise e negocie muito!

aqui as parcelas não pesam no bolso

Programe como será a execução

Você já sabe o que precisa reformar e quem fará isso para você. Agora, como essa execução será realizada? Uma obra é feita em etapas, com ajustes em cada cômodo de uma vez para não prejudicar a logística da casa, principalmente se for uma reforma no verão.

Por exemplo, se a obra é para trocar o telhado da sua garagem, existe outro local para estacionar seu carro nesse meio tempo? A troca dos azulejos do banheiro será refeita, onde você vai tomar banho até que o material seque? Tudo deve ser pensado com bastante atenção e antecedência.

Juntamente com o profissional que irá prestar o serviço, defina como será o cronograma para se planejar nos períodos em que a obra será executada.

Compre os materiais

Após a conversa com o profissional, ele passará todos os materiais necessários na obra. Pesquise bastante os preços, sem pressa, e compre esses itens aos poucos, conforme ele realmente for utilizando. Caso tenha aproveitado uma promoção e comprado algo antecipadamente, guarde em local seco para evitar avarias.

Foque na compra de materiais de boa qualidade. Mais uma vez: pense a longo prazo na execução da obra. Quanto melhor a qualidade dos materiais, melhor o resultado (tudo bem que o preço tende a ser mais alto também, mas é sua casa que está em jogo). Por isso, não ter preguiça de bater perna em lojas de materiais de construção e pedir descontos para pagamentos à vista é essencial para garantir melhores itens com os melhores preços.

Realize os pagamentos

Tudo vai depender da sua negociação com o profissional que irá executar a obra, mas organize seu dinheiro para realizar os pagamentos pelo serviço nos prazos estipulados. Muitas vezes, esses profissionais pedem pagamentos antecipados até mesmo fora do acordo definido previamente (é algo cultural e acontece). Esteja preparado para eventuais adiantamentos e lembre-se que negociar pagamentos à vista gera descontos maiores!

Tenha uma reserva de emergência

Já comentamos anteriormente, mas você precisa estar ciente que imprevistos podem acontecer. Encontrar rachaduras, perceber que precisa limpar a caixa de gordura, ver que a fiação está com problemas, tirar o azulejo e ver que tem infiltração e tantas outras emergências podem surgir.

Não queira resolver tudo isso na base da gambiarra. Já que um profissional estará fazendo sua reforma, aproveite o tempo e a disposição dessa pessoa para resolver problemas extras que eventualmente podem surgir. Por isso a importância de contratar uma pessoa boa, honesta e realmente de confiança, que será sincera em avisar sobre essas situações.

aqui as parcelas não pesam no bolso

Dicas para escolher os melhores orçamentos

Não tem jeito: você precisará anotar todos os gastos de uma obra para não estourar o orçamento e evitar endividamentos no futuro. 

Para facilitar seu trabalho, baixe gratuitamente a Planilha de Orçamento de Obras que o time da Bcredi desenvolveu pensando em quem precisa dar uma geral na residência. Com essa planilha, você descobrirá como fazer um orçamento de uma obra sem gastar a mais do que você pode, tanto para fins comerciais quanto residenciais.

Faça pelo menos três orçamentos para ter margem de comparação de profissionais e de materiais. Não saia comprando e fechando o serviço na empolgação. Mais uma vez: o barato pode sair caro! 

Peça recomendações de amigos e familiares sobre profissionais, você poderá ir até a casa dessas pessoas para verificar com seus próprios olhos como foi o serviço anterior realizado por esse profissional.

Na planilha de orçamento de obra, você vai perceber que é importante anotar os custos decorrentes e também os custos indiretos, que são consumo de energia elétrica, consumo de água, gastos com transporte, valor de mão de obra, etc. Ter esse planejamento vai te ajudar a respeitar o orçamento e planejamento da obra.

Não tem grana suficiente para fazer essa tão sonhada reforma? Você pode usar o próprio imóvel como garantia de empréstimo e levantar um bom dinheiro para tornar esse sonho realidade, sabia? Aqui na Bcredi, empréstimos com essa modalidade possuem uma das menores taxas de juros do mercado. Assim, você fica com parcelas bem saudáveis e que não prejudicam seu orçamento no final do mês, além de ter dinheiro para fazer negociações à vista. Faça uma simulação e venha conversar com nosso time!

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *