Refinanciamento de imóvel: saiba tudo sobre essa vantajosa modalidade de crédito

Homem de negócios dando contrato para mulher assinar

Se alguma vez você já pensou em solicitar um empréstimo, pode ter cogitado um financiamento, mas você sabia que existe uma opção com taxas de juros menores e que pode ser um alívio financeiro ainda maior para seus problemas?

O refinanciamento de imóveis é um tipo de empréstimo cuja utilização do dinheiro não é direcionada a um segmento específico. Ou seja, você pode utilizar o seu crédito para aplicar no que quiser, seja para financiar um apartamento novo, investir na educação dos filhos ou abrir seu próprio negócio.

Para a obtenção do refinanciamento, basta ter um imóvel próprio, registrado em seu nome. Obviamente, outros critérios como histórico de pagamento e score também serão avaliados como em uma concessão de crédito de qualquer outra espécie, mas o uso do imóvel como garantia de pagamento traz uma série de benefícios, como a redução dos juros.

Se você quer saber mais detalhes sobre o refinanciamento imobiliário e descobrir como ele pode ser vantajoso para você, continue acompanhando nosso artigo!

Como funciona o refinanciamento de imóveis?

Qualquer pessoa física com uma propriedade em seu nome pode solicitar um refinanciamento, porém é necessário ressaltar que a parcela do empréstimo fica limitada a 30% da renda líquida do indivíduo.

Nesse procedimento, o solicitante utiliza seu imóvel como garantia do pagamento da dívida e obtém um crédito livre que varia de R$ 20.000 até 50% do valor da propriedade, dependendo da renda mensal.

Uma vez que o não pagamento da dívida pode acarretar a perda da casa ou apartamento, a instituição financeira credora se sente segura em realizar a transação e acaba oferecendo uma série de benefícios ao solicitante, como juros baixos e possibilidade de pagamento estendido em até 240 meses (20 anos).

Outro aspecto característico dessa linha de crédito pessoal é que as parcelas são decrescentes e descontadas automaticamente de sua conta-corrente. Dessa forma, é mais fácil manter o controle dos pagamentos e garantir a seguridade do seu imóvel.

Se você é uma pessoa organizada e cumpre suas metas financeiras com facilidade, o refinanciamento de imóvel pode ser a solução perfeita para obter dinheiro para emergências ou investir nos seus sonhos. Basta quitar as parcelas pontualmente para evitar dores de cabeça.

Como o crédito é concedido?

Assim como qualquer tipo de crédito, a concessão do refinanciamento imobiliário demanda alguns critérios de seleção, como a análise do pedido.

Para poupar tempo, você pode fazer uma simulação de empréstimo direto no banco ou online no site das instituições credoras. Dessa forma, você economiza tempo e dinheiro e consegue ver previamente as condições de pagamento de cada lugar.

Quando você tiver selecionado um credor, ele avaliará seu caso e fará uma triagem dos seus documentos. Tenha os itens a seguir em mãos quando for à agência:

  • Matrícula atualizada do imóvel;
  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de estado civil;
  • Comprovante de renda.

Por se tratar de um empréstimo, lembre-se de que ter um score alto e ser classificado como um bom pagador, sem restrições no CPF, aumenta exponencialmente as suas chances de conseguir fechar um contrato.

Quais são as vantagens desse tipo de empréstimo?

Como mencionado anteriormente, os juros nessa modalidade de crédito são muito menores em razão do uso do imóvel como garantia, o que exerce um impacto positivo sobre o valor de quitação das parcelas.

Para ficar mais fácil de visualizar o quanto a caução do imóvel faz diferença nesse tipo de empréstimo, suponhamos que você tenha feito um empréstimo no valor de 50 mil reais dividido em 12 parcelas fixas. Com uma taxa de juros de 3% em relação à mensalidade desse acordo, o preço final do empréstimo será de R$ 61.560,76. Todavia, se a mesma quantia fosse utilizada em um cartão de crédito, o valor total com juros acrescidos seria de R$ 87.462,07.

Além disso, o refinanciamento de imóveis permite a concessão de valores muito mais altos e com prazos de pagamento estendidos, podendo chegar até a 50% do valor do imóvel e a 240 meses para pagar, como dito acima.

Por isso, quando comparamos essa linha de crédito a outras formas de empréstimo existentes, fica fácil perceber o quanto o refinanciamento é mais vantajoso.

Em que situações posso solicitar o refinanciamento de imóveis?

Como o refinanciamento é um tipo de empréstimo livre, que não direciona o dinheiro para um segmento específico, como o financiamento de carros ou de imóveis, você pode usar o dinheiro para qualquer coisa!

Mas é claro, qualquer tipo de crédito deve ser solicitado com responsabilidade. Usar seu imóvel como garantia para comprar um celular novo pode não ser uma ideia muito interessante, mas há diversas situações em que vale a pena solicitar um refinanciamento imobiliário. Confira-as abaixo:

  • Endividamento com linhas de crédito pessoal caras;
  • Desejo de iniciar o próprio negócio;
  • Sonho de fazer um curso no exterior;
  • Vontade de viajar o mundo;
  • Emergências com a saúde.

Lembrando que não existem regras para a aplicação do dinheiro e se você tiver uma razão forte o bastante para precisar do empréstimo, é só seguir em frente. O importante é ponderar a necessidade real dessa transação e suas condições financeiras para que o crédito seja a solução dos seus problemas e não uma dor de cabeça.

Quais são as etapas para a obtenção do crédito?

Por ser um processo que envolve muito dinheiro e a cessão do seu imóvel como garantia para a obtenção do crédito, é normal que o passo a passo do refinanciamento imobiliário seja criterioso e bem dividido, justamente para evitar transtornos futuros para ambas as partes da contratação.

A seguir, você confere todas as etapas de solicitação do empréstimo em ordem cronológica:

  1. Escolha da instituição financeira;
  2. Separação dos documentos;
  3. Análise do crédito;
  4. Análise jurídica;
  5. Análise do imóvel;
  6. Assinatura do contrato;
  7. Registro em cartório;
  8. Liberação do dinheiro.
1

Se seu CPF não tiver restrições, seu imóvel estiver em seu nome e você possuir um bom score, basta passar por esse processo e o dinheiro estará na sua mão para utilizá-lo da maneira que melhor lhe convier.

Sabendo dessas informações de antemão, fica muito mais fácil de conseguir seu refinanciamento imobiliário tranquilamente e tirar os seus sonhos do papel. Utilize nossas dicas e obtenha sucesso na sua jornada.

Gostou do nosso artigo? Aproveite e confira outros textos aqui no site da Bcredi! Temos diversos outros artigos que podem ser úteis para você e guiá-lo ao sucesso em sua vida financeira.

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações