O que é Sociedade de Empréstimo entre Pessoas?

A Sociedade de Empréstimo Entre Pessoas é uma novidade pra você? Então não perca essa artigo com tudo o que você precisa saber para entender a modalidade e como ela funciona na prática.

Quem nunca pensou ou precisou fazer um empréstimo? Seja para pagar as dívidas, realizar um sonho, expandir os negócios ou abrir uma empresa, a possibilidade de crédito permeia grande parte dos pensamentos. O problema é que as instituições bancárias cobram juros altos e, com isso, a oportunidade parece mais um pesadelo. Para preencher essa lacuna do mercado, surgiu a alternativa da Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP), que possibilita que o consumidor consiga empréstimos diretamente com pessoas físicas. Mas calma, tudo é feito na maior segurança e com todas as garantias para ambas as partes.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) estabeleceu novas regras que permitem esta modalidade de crédito por meio de fintechs, as startups financeiras, para garantir a lisura e a segurança dos processos. A intermediação entre as pessoas, portanto, é feita por meio das financeiras. Os benefícios são muitos e para todos: para quem busca crédito e para quem poupa e quer ter um retorno financeiro acima dos praticados no mercado financeiro.

A alternativa chegou para movimentar a economia e para aumentar a concorrência no sistema financeiro. Além disso, possibilita a abertura de novas empresas, a geração de mais empregos e maior renda per capita.

Você está buscando crédito e quer saber mais sobre como funciona a Sociedade de Empréstimo entre Pessoas? Então continue a leitura do artigo e saiba tudo o que você precisa para tomar a melhor decisão!

aqui as parcelas não pesam no bolso

O que é Sociedade de Empréstimo entre Pessoas?

Sociedade de Empréstimo entre Pessoas é o crédito que acontece por meio de fintechs, que conectam pessoas e empresas que estão buscando crédito a investidores que poupam dinheiro e buscam retorno financeiro. A modalidade também é conhecida como peer-to-peer lending, ou empréstimo coletivo. 

A SEP costuma ser comum entre sócios de um mesmo negócio, ou seja, o empréstimo acontece quando um deles disponibiliza o valor. Isso não modifica o capital social da empresa e é uma oportunidade de expandir os negócios e de democratizar o acesso ao empreendedorismo.

É a alternativa ideal para pessoas que buscam ou precisam de dinheiro, mas que têm receio de lidar com a burocracia e as altas taxas de juros das instituições financeiras tradicionais.

Importante lembrar que este tipo de empréstimo só pode ser feito por empresas que têm autorização do Banco Central para este tipo de atividade. É uma forma de regulamentar o empréstimo e de garantir a transparência nas operações financeiras.

Como esse tipo de empréstimo funciona?

Para conseguir um empréstimo por meio da SEP, uma empresa precisa se cadastrar na plataforma escolhida e apresentar alguns documentos, como comprovante de faturamento, extrato bancário e contrato social. Nesta mesma etapa pode ser exigido que se faça a proposta do valor requerido.

Feito isso, a financeira deverá fazer uma análise de cadastro para avaliar o risco de se aprovar o crédito. O resultado é a reprovação ou a aprovação, com os devidos valores autorizados e as taxas de juros que serão aplicadas ao longo do contrato. 

Quando a empresa concorda com a solicitação do empréstimo, então é assinado um contrato digital. Mensalmente, então, o solicitante deverá realizar os pagamentos referentes às parcelas do financiamento.

Na prática, o consumidor consegue levantar os recursos que precisa, ao mesmo tempo que o investidor (aquele que oferece o valor para crédito) consegue alcançar retornos financeiros acima das modalidades convencionais disponíveis no mercado. 

Quem quiser ser um investidor também deve se cadastrar nas plataformas das fintechs. Em geral, ele terá acesso às informações das empresas que precisam de um empréstimo e escolhem aceitar ou não as propostas disponíveis.

A regulamentação do CMN estabeleceu um limite de empréstimo de cada instituição para um mesmo credor, que é de R$ 15 mil. Mesmo que possa parecer pouco, nada impede que alguém que precisa do empréstimo procure outras instituições para fazer outros contratos, contanto que seu perfil de crédito seja aceito. 

Baixe o infográfico e veja o passo a passo para contratar o seu empréstimo online

Quais as vantagens da SEP?

Ainda não está convencido de que a Sociedade de Empréstimo Entre Pessoas é a modalidade de crédito ideal para você? Então fique atento às vantagens e desvantagens de se contratar esse tipo de serviço. 

Facilidade de acesso ao empréstimo

Com mais pessoas interessadas em oferecer crédito em troca de altos rendimentos, mais dinheiro fica disponível para tal fim. Isso faz com que os critérios sejam mais leves e que as pessoas tenham mais facilidade em conseguir os serviços. 

Juros mais baixos que os praticados em outras modalidades

Como os empréstimos são feitos com recursos de pessoas físicas, os juros cobrados nesse tipo de crédito são mais baixos do que os cobrados nas instituições bancárias convencionais. O resultado é um custo efetivo total mais baixo e menor chance de inadimplência.

Democratização do crédito

A SEP possibilita que mais pessoas tenham acesso ao empréstimo, ou seja, acontece uma democratização da atividade. Assim fica mais fácil de as pessoas investirem em seus próprios negócios, o que movimenta a economia e gera empregos.

Incentivo à criação e à expansão de empresas

A disponibilidade de mais dinheiro para crédito incentiva a abertura de novas empresas. Além disso, negócios já existentes se expandem, abrem filiais e contribuem para a economia brasileira.

Menor incidência de inadimplência

Juros mais baixos resultam em parcelas de valores mais acessíveis. Por conta disso, o número de inadimplentes diminui e há menos cobrança de multas ou outras sanções. 

Altos rendimentos para investidores

Quem tem uma reserva financeira e quer disponibilizá-la para empréstimo, pode contar com rendimentos mais atrativos do que em outras modalidades. Além disso, o investidor recebe o dinheiro mensalmente, podendo reinvesti-lo sempre que julgar pertinente. 

Desburocratização dos empréstimos

Outra vantagem inegável da SEP é que ela é muito mais descomplicada do que as outras modalidades. Tudo é feito por meio das plataformas das fintechs, inclusive o envio de documentos. A aprovação acontece de forma rápida e sem precisar se deslocar. 

Quais as desvantagens da SEP?

Por outro lado, a SEP não permite flexibilização no uso do dinheiro, ou seja, o consumidor deve usá-lo para o objetivo que foi proposto na hora de conseguir os valores. Além disso, é preciso a intermediação de uma fintech e de plataformas de tecnologia, o que pode limitar um pouco o acesso a quem não dispõe de ferramentas ou tem pouca familiaridade no uso ou confiança nos processos online. 

empréstimo com taxas lá embaixo

Como saber para quem emprestar o dinheiro?

Como você pode perceber, a SEP é uma alternativa bastante vantajosa para quem quer emprestar dinheiro. Ainda assim, é preciso tomar cuidado na hora de escolher as empresas que vão intermediar a transação.

Fique atento às garantias exigidas no contrato e só assine quando tiver certeza absoluta. Também é recomendado que se acompanhe as resoluções e as atualizações a respeito da modalidade. Por isso, além de ler sobre o assunto, procure conhecer a respeito das empresas que têm autorização para esse tipo de atividade.

Pesquise a respeito do controle de riscos da fintech para seus clientes e sobre a reputação da empresa na hora de prestar serviços. Isso vale tanto para investidores quanto para quem está procurando empréstimo.

Além do mais, nas plataformas das empresas é possível encontrar as informações de ambas as partes. Nessa hora é importante avaliar toda a documentação e as informações que constam no perfil do cliente.

Como saber se esse tipo de empréstimo é confiável?

A atividade de Sociedade de Empréstimo entre Pessoas deve ter autorização do Banco Central. Por isso, na hora de procurar esse tipo de serviço, procure analisar se a fintech está dentro do que prega o Conselho Monetário Nacional, principalmente pelas resoluções 4.656 e 4.657.

Agora essas empresas podem agir de forma independente, sem vínculos com as instituições bancárias. Por isso, para saber se o empréstimo SEP é seguro, é preciso verificar se a empresa tem autorização do Banco Central. Assim você consegue garantir segurança jurídica das operações e aproveitar as oportunidades de acesso aos empréstimos oferecidos no mercado.

Além disso, fique atento ao funcionamento da fintech escolhida e veja se as regras estão claras para todos. 

A SEP é uma modalidade de empréstimo que chegou para ficar e que tem atraído cada vez mais pessoas que buscam crédito. Além de ser de simples contratação, tem custos mais baixos ao final do contrato, o que favorece a adimplência, contribui para novos empréstimos e incentiva o empreendedorismo no Brasil.

Se você está buscando uma forma de conseguir levantar recursos para abrir sua empresa ou expandir seu negócio, não deixe de conferir as simulações e serviços da Bcredi. Somos uma empresa que oferece empréstimos descomplicados, com contratação online e as taxas mais baixas do mercado.

Gostou de conhecer mais sobre Sociedade de Empréstimo entre Pessoas? Conhece alguém que precisa de dinheiro? Compartilhe este artigo e mostre as novas possibilidades do mercado financeiro brasileiro!

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *