Empréstimo para comprar o caminhão próprio e aumentar a renda

Conheça a história do Edilson, que realizou o sonho de comprar um caminhão e já está rodando pelo Brasil com a ajuda da Bcredi.

Rodar as estradas de todo o Brasil, conhecer centenas de cidades, pessoas e ter sempre uma casa para voltar. Essa é a vida de milhares de caminhoneiros profissionais em todo o país. Porém, quando trabalham como empregados, dificilmente têm um caminhão próprio para ter autonomia nas viagens que aceitam e nos valores que recebem. Juntam-se à conta os gastos com pedágios e óleo diesel e os lucros no fim do mês ficam bem limitados. 

Foi para realizar o sonho de ter o próprio caminhão e conquistar mais liberdade para prestar serviços a diversas empresas que Edilson Luiz Sobreira, de 56 anos, morador de Apucarana, no Paraná, contratou o crédito com garantia de imóvel da Bcredi. Com uma casa popular já quitada há alguns anos, descobrir essa modalidade de empréstimo foi a solução que ele esperava para finalmente realizar esse desejo. 

“Fui em várias financeiras, mas eles não estavam liberando e os juros eram muito maiores, tudo parecia muito complicado. Com a Bcredi consegui ser aprovado e o processo caminhou”

Edilson trabalha como caminhoneiro desde os 20 anos de idade e conta que sempre se sentiu muito feliz com a profissão. Essa paixão do Edilson pela estrada é uma herança e uma tradição de família. Seu pai também trabalhava nas estradas com seu caminhão e desde criança Edilson alimentava esse sonho de ser caminhoneiro e ter o seu próprio veículo para trabalhar. Seus tios, primos e outros parentes também seguem na mesma profissão. 

O problema, segundo Edilson, era trabalhar nas empresas e não ganhar muito. “Durante 8 anos eu parei e fui ser mestre de obras. Fiz várias mansões aqui na minha região e até ganhava bem, poderia continuar. Mas eu sou apaixonado pela vida de caminhoneiro, eu nasci pra isso e precisava voltar para a estrada”.

Quando resolveu seguir seu sonho e viabilizar a compra do caminhão, Edilson buscou várias empresas, pois ele tinha uma caminhonete para dar de entrada. “Fui em várias financeiras, mas eles não estavam liberando e os juros eram muito maiores. Também pensei em consórcio, mas tudo parecia muito complicado. Com a Bcredi consegui ser aprovado e o processo caminhou”, conta.

“Digo que a Jéssica [consultora de crédito da Bcredi] foi a grande culpada e responsável por eu conseguir realizar esse meu sonho. Por ser meio leigo, eu precisei de bastante ajuda e ele me explicava tudo que eu precisava”

Segundo Edilson, um dos diferenciais da Bcredi foi a ajuda que ele teve para resolver diversas questões burocráticas, na documentação do imóvel e pessoal. “Acho que a grande maioria dos brasileiros é muito relaxada com essa coisa de documentos. Eu não fazia declaração de Imposto de Renda, alguns documentos da minha casa também não estavam em dia. Então eu precisei colocar tudo isso em ordem para conseguir o dinheiro”, explica. 

Para o caminhoneiro, o atendimento próximo e humano que recebeu fez toda a diferença. “Digo que a Jéssica [consultora de crédito da Bcredi] foi a grande culpada e responsável por eu conseguir realizar esse meu sonho. Por ser meio leigo, eu precisei de bastante ajuda e ele me explicava tudo que eu precisava”, lembra. 

Edilson precisou resolver algumas pendências pessoais, sempre com a orientação da consultora Bcredi, e logo conseguiu deixar toda a documentação em dia. “Eu digo que a Jéssica também foi responsável por eu não desistir, porque com os problemas na documentação, o processo foi um pouco mais lento. Ela sempre me dizia que quando eu estivesse com todos os documentos corretos o dinheiro sairia rápido”, aponta.

Nessa espera pela regularização dos documentos e da liberação do crédito, Edilson iniciou a busca pelo tão sonhado caminhão e foi em São Paulo que ele encontrou um veículo já usado, em bom estado e com um valor viável para ele. “Eu já tinha um valor para dar de entrada, porque o valor era de R$ 85 mil, mas o caminhão ainda precisava de pneus novos. Fiz tudo o que precisava e já voltei com ele pra casa”, conta. 

Segundo o caminhoneiro, ter o veículo totalmente quitado facilita muito o trabalho como prestador de serviços nas transportadoras. “Tive outras despesas como seguro e rastreador, mas já estou viajando direto e o próprio caminhão está pagando as parcelas do empréstimo. Eu planejei justamente para as parcelas não serem pesadas e me sinto aliviado”, explica.

Assim como os quilômetros das estradas pelo Brasil, Edilson continua seguindo em frente, com novos planos, inclusive o de comprar um segundo caminhão. “Posso colocar outra pessoa trabalhando e quem sabe no futuro aproveitar mais minha família. Meus filhos foram criados no caminhão e minha esposa nunca gostou muito, mas agora ela até já está pensando em viajar comigo”, brinca. 

Bruna Bill

É formada em Jornalismo e está sempre atenta ao contexto econômico, refletindo sobre como essas questões impactam as finanças dos brasileiros. É apaixonada por pessoas e conta nossas histórias de sucesso, com relatos que vão muito além do empréstimo, mostrando como o Crédito com Garantia de Imóvel da Bcredi mudou a vida dos nossos clientes.

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *