Minha casa minha vida, vale a pena?

O programa Minha Casa Minha Vida é uma opção acessível para quem quer realizar o sonho de comprar a casa própria. Saiba quais as regras para participar e como fazer o financiamento.

Se você está querendo fugir do aluguel e realizar o sonho da casa própria, deve estar pesquisando opções de como comprar um imóvel com renda baixa, afinal, quem não quer garantir o lar doce lar sem gastar muito, não é? Com certeza já deve ter olhado várias opções de financiamento e, provavelmente, já se questionou se o programa minha casa minha vida vale a pena mesmo. 

Para chegar a essa conclusão, é preciso pensar em várias questões: saber como funciona o programa, descobrir se você pode participar, comparar vantagens e desvantagens e saber como funciona todo o processo de solicitação e aprovação do financiamento. 

Para te ajudar a entender como comprar pelo minha casa minha vida, vamos entrar em detalhes sobre o que é e como funciona o programa, quais as faixas de renda elegíveis, qual é o processo de liberação do financiamento e muito mais. Quer saber como comprar uma casa pelo plano minha casa minha vida? Então confira a seguir.

Baixe o checklist e dê o primeiro passo para controlar melhor o seu dinheiro

O que é o programa Minha Casa, Minha Vida? 

O MCMV (Minha Casa Minha Vida) é um programa criado pelo Governo Federal em 2009 para oferecer soluções de moradia mais acessíveis para a população brasileira. Para isso, a Caixa Econômica Federal tem parcerias com estados e municípios e oferece linhas de crédito específicas para construções habitacionais. 

O programa é dividido em 4 faixas de renda, que têm benefícios que variam entre subsídios e/ou taxas de juros reduzidas. Para participar, você precisa comprovar que faz parte de um dos grupos de renda e, especificamente na faixa 1, atender a algumas condições.

Quais são as faixas de renda do MCMV? 

Como falamos, o Programa Minha Casa Minha Vida tem 4 divisões de faixas de renda participantes. Entenda quem tem direito ao minha casa minha vida:

Faixa 1 – famílias com renda total de até R$ 1.800,00:

As principais características do financiamento pelo MCMV para a faixa 1 são o pagamento com prestações mensais variando entre R$ 80,00 e R$ 270,00 (dependendo da renda bruta familiar) para finalizar em até 120 meses.

Faixa 1,5 – famílias com renda total de até R$ 2.600,00:

Já na faixa 2, as condições de financiamento do Minha Casa Minha Vida são um pouquinho diferentes. É possível conseguir subsídios de até R$ 47.500,00, com parcelamento em até 30 anos e taxas de juros de 5% ao ano.

Faixa 2 – famílias com renda total de até R$ 4.000,00:

Para a terceira faixa do programa, as condições são um pouco similares à faixa 1,5. O parcelamento também pode ser feito em até 30 anos e com taxas de 5% ao ano. Porém, os subsídios têm valor máximo de R$ 29.000,00.

Faixa 3 – famílias com renda total de até R$ 7.000,00:

Por fim, a última faixa não conta com subsídios, porém tem taxas de juros bem competitivas de até 9,6% ao ano.

Como funciona a liberação do financiamento?

Se você se encaixa em um dos grupos elegíveis ao Programa Minha Casa Minha Vida, o processo para conseguir o financiamento tem algumas fases.

1- Primeiro, se sua família tem renda mensal menor que R$ 1.800,00 e se enquadra na faixa 1, você precisa ir até a prefeitura da sua cidade e se cadastrar para participar do processo de seleção para o programa. Já as famílias com renda entre R$ 1.800,00 e R$ 7.000,00 podem contratar o financiamento do MCMV através de uma entidade organizadora ou, de forma individual, fazendo uma simulação para entender as melhores condições de entrada e parcelamento para você e entregar todos os documentos necessários em uma agência da Caixa Econômica Federal, ou para um Correspondente Caixa Aqui.

2- Depois disso, a Caixa vai fazer uma avaliação das informações. Para quem faz parte da faixa 1 e fez seu cadastro na prefeitura, se for aprovado, você será notificado para o sorteio das unidades de imóveis disponíveis e convidado a assinar o contrato. Para as outras faixas que têm o processo feito através das agências ou correspondentes, a Caixa verifica seu cadastro e o imóvel que você escolheu e te dá as melhores opções de financiamento, de acordo com a sua renda bruta familiar.

3- Por fim, é só assinar o contrato.

aqui as parcelas não pesam no bolso

O que são os subsídios do Minha Casa, Minha Vida?

Mesmo com a explicação da divisão das faixas de renda e do passo a passo para a contratação, precisamos retomar alguns detalhes que podem gerar confusão. Você deve ter se perguntado o que são subsídios, né? Bom, o subsídio habitacional é um valor que o governo dá de “desconto” no valor total do imóvel colocado em financiamento. 

Outra coisa que precisamos ressaltar é que a faixa 1 tem algumas condições para a aprovação do financiamento: 

  • renda familiar de até R$ 1.800,00 sem considerar benefícios como Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou Bolsa Família; 
  • não ser proprietário de um imóvel residencial; 
  • não ter recebido nenhum benefício habitacional de recursos do Governo; 
  • ter apresentado documentação de identificação com foto, completa e oficial (RG ou CNH).

Posso utilizar o FGTS para pagamento das parcelas? 

Uma das dúvidas mais frequentes de quem está pensando em financiar um imóvel pelo programa Minha Casa, Minha Vida é se dá para usar o benefício do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Pois a resposta é sim, dá. Porém, existem algumas condições:

  • ter trabalhado pelo menos 3 anos no regime do FGTS, mesmo que esse período seja distribuído entre mais de uma empresa; 
  • não ter usado seu FGTS na compra ou abatimento de saldo devedor de outro imóvel nos últimos 5 anos; 
  • não ter nenhum financiamento ativo feito pelo SFH (Sistema Financeiro de Habitação).

Como me inscrevo para entrar no programa Minha Casa Minha Vida? 

Para te dar mais detalhes e ajudar na decisão de financiamento de imóvel no programa MCMV, vamos te explicar como financiar uma casa pelo programa.

– Como você viu anteriormente, você precisa primeiro se encaixar em uma das 4 faixas de renda. Na faixa 1 (famílias com renda total de até R$ 1.800,00, o financiamento é todo feito diretamente com a prefeitura ou com uma entidade organizadora e para conseguir aprovação, você precisa se inscrever, levar todos os documentos e comprovante de renda. 

– Se você for aprovado, a prefeitura vai entrar em contato para a assinatura do contrato e sorteio das unidades de moradia. O valor máximo do imóvel é de R$ 96 mil, já a quantidade e valor das parcelas pode variar de acordo com a renda bruta da sua família, porém, o prazo é bastante longo (120 meses) e o valor máximo da parcela é de apenas R$ 270,00.

– Na faixa 1.5, com renda de até R$ 2.600,00, dependendo da sua renda bruta, você consegue a aprovação de subsídios de até R$ 47.500,00, para a compra de imóveis de até R$ 144 mil, com até 30 anos para pagar e taxas de juros de 5% ao mês.

– Na faixa 2, para famílias com renda de até R$ 4.000,00, as condições de parcelamento são as mesmas que da faixa 1.5, porém o valor máximo do imóvel é de R$ 240 mil e os subsídios podem chegar em até R$ 29.000,00.

– Na última faixa, com renda de até R$ 7.000,00, não há subsídios para o financiamento e as taxas de juros são de 9,6% ao ano. Porém, o valor do imóvel pode chegar a até R$ 300 mil.

Lembrando que você pode usar seu FGTS para dar entrada no imóvel e, consequentemente, diminuir o valor das parcelas.

Baixe a sua planilha financeira pessoal

Quais as vantagens e desvantagens? 

Agora que você já sabe como conseguir financiamento minha casa minha vida, vamos entrar nas vantagens e desvantagens do programa MCMV.

Subsídios, taxas de juros e limite de valor para os imóveis

Os subsídios podem ser uma grande vantagem para quem quer financiar um imóvel, afinal, quem não quer ter parte do valor total do imóvel abatido, não é mesmo? As taxas de juros também são bastante vantajosas, mesmo o valor correspondente à faixa 3 sendo apenas um pouco mais baixo que o praticado no mercado. 

Porém, vale lembrar que a faixa 1 tem unidades habitacionais específicas e, todas as faixas têm limites de valores estabelecidos para os imóveis. O que pode ser bom, já que assim você não se compromete com uma compra de valor mais alto do que você pode pagar. Porém, isso  limita as opções de imóveis e, inclusive, de localização, já que boa parte dos imóveis que correspondem aos valores mais baixos estão normalmente em áreas afastadas dos centros das cidades.

Moradias em áreas urbanas e Rurais

O programa Minha Casa Minha Vida possibilita o financiamento de imóveis em áreas urbanas e também em áreas rurais, aumentando a variedade e a possibilidade de escolha para quem não se importa em abrir mão de viver no meio urbano.

Imóveis novos ou na planta

O MCMV é um programa focado no financiamento de imóveis novos ou na planta. Isso pode ser muito bom, pois evita que o imóvel tenha problemas ou estragos causados por antigos moradores e ainda possibilita a escolha e, muitas vezes, personalização da disposição dos cômodos na planta. Porém, se você tem pressa para se mudar, pode dificultar um pouco.

empréstimo com taxas lá embaixo

Posso refinanciar o MCMV com o empréstimo da Bcredi?

Sim! Se você estiver no vermelho e precisar de uma ajudinha nas finanças ou quiser realizar um sonho antigo, você pode refinanciar seu imóvel comprado pelo programa Minha Casa, Minha Vida aqui na Bcredi. Muita gente acha que refinanciar o imóvel é uma forma de renegociar a dívida do financiamento, mas não é bem isso. 

Refinanciamento de imóvel é uma modalidade de crédito que pode ser feita com imóveis que ainda estão sendo ou que já foram pagos. Nesse tipo de empréstimo o imóvel em questão é colocado como garantia na negociação e, por isso, a operação é super segura para a instituição financeira credora e faz com que os juros sejam bem baixos! 

Na Bcredi você consegue aprovação de empréstimos entre R$ 30 mil e R$ 4 milhões, com taxas de juros a partir de 0,99% ao mês + IPCA e parcelamento em até 180 meses. Para conseguir o refinanciamento, você só precisa apresentar um imóvel no seu nome, fazer uma simulação, passar por uma Depois disso, com todos os documentos enviados e as análises aprovadas, o dinheiro fica disponível na sua conta em até 10 dias!

Conclusão

Ter um imóvel próprio está na lista de grandes sonhos dos brasileiros e, se você está lendo esse post, deve ser o seu também! Nesse caso, o Programa Minha Casa Minha Vida pode ser uma ótima opção para você realizar seus planos para 2020 e começar a nova década no seu lar doce lar. E o melhor: com um imóvel todinho seu você ainda tem uma segurança para contratar empréstimos vantajosos para continuar realizando outros grandes planos.

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *