Empréstimo para pequenas empresas

Caique Cabral

19 de agosto de 2019

Está procurando empréstimo para pequenas empresas? Nós da Bcredi podemos te ajudar! Confira nosso post com todos os detalhes sobre o assunto e resolva seus problemas!

Todo mundo que tem o sonho de empreender já se questionou por onde começar. Como faço um CNPJ? O que é MEI? Quem tem restrição no nome pode abrir o MEI? Além das perguntas sobre a abertura do negócio, chegam outras preocupações como escolher um bom lugar; encontrar seus parceiros, fornecedores, clientes; e mais do que isso, conseguir dinheiro para dar o primeiro passo. Por isso, é muito comum ver pessoas buscando por empréstimo para pequenas empresas. Seja para abrir a empresa com um capital inicial, ter capital de giro para manter estoques, funcionários e equipamentos ou para fazer uma possível expansão nos negócios, essa modalidade de empréstimo é muito popular. Se você está entre os mais de milhares de empreendedores brasileiros e quer saber como funciona o crédito para empresas iniciantes, você encontrou o lugar certo! Nesse post vamos tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto.

Como fazer empréstimo para pequenas empresas
Linhas de crédito para pequenas empresas
Como conseguir um empréstimo?
Quem pode fazer um empréstimo?

Como fazer empréstimo para pequenas empresas

Se você é um microeemprendedor individual e chegou nesse post procurando uma resposta para a pergunta “Como conseguir um empréstimo com o MEI?” Aqui está sua resposta! Esse ano o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social divulgou uma linha de crédito para pequenas empresas e microempreendedores e empresários individuais. O Banco resolveu investir nessa modalidade por ser um segmento que gera muitos empregos e, em geral, têm dificuldades para conseguir empréstimos, principalmente na abertura da empresa, quando a pessoa está deixando de ser Pessoa Física e passando a ser Pessoa Jurídica e por isso não consegue comprovar a renda ou estabilidade do negócio, já que ainda está dando seus primeiros passos. 

O empréstimos para empresas iniciantes não deve ter valor limite de recursos e tem a taxa de juros composta pela Taxa do Agente Financeiro (correspondente ao risco assumido pela instituição financeira que o empreendedor escolher – lembrando que ela deve ser credenciada pelo BNDES), pela Taxa do BNDES (reflete os custos da taxa de risco de crédito e também da remuneração do BNDES) e pelo Custo Financeiro (valor de captação do Banco Nacional que pode variar de acordo com o programa, linha de financiamento e produto escolhido).

Linhas de crédito para pequenas empresas

O programa do BNDES tem linhas de crédito e financiamentos para várias frentes de atuação: indústria, agronegócio, meio ambiente, crédito rural, inovação, cultura e economia criativa, soluções de IoT (internet das coisas), empresas de exportação, softwares e negócios ligados à saúde, educação e investimentos sociais. Além disso, existem opções para quem precisa de capital de giro, deseja fazer compra de equipamento, reformas ou expandir o negócio.

Para encontrar a melhor opção de empréstimo para MEI, basta escolher a modalidade certa e considerar o valor da taxa de juros para entender se o custo disso é sustentável para a vida financeira do seu negócio. Não adianta se comprometer com algo que ao invés de ajudar sua empresa, pode prejudicar suas finanças, não é mesmo?

Como conseguir um empréstimo?

Quem está pesquisando como conseguir empréstimo para empresa, encontra diversas opções, taxas de juros, instituições financeiras e modelos de crédito. Assim fica difícil escolher. Mas para conseguir um empréstimo, em geral é preciso escolher a instituição financeira, enviar documentos de pessoa física de todos os sócios, comprovar a renda da empresa através de um balanço patrimonial, onde tenham todos os números de Passivo, Ativo e DRE consolidado – assinados pelo contador e pelo(s) empresário(s), o contrato social atualizado e também, possivelmente, a última declaração do Simples Nacional. Com esses documentos, a instituição vai fazer a inscrição da empresa para o programa de crédito e começar os trâmites para a aprovação. É preciso também entender qual é o melhor modelo e até considerar opções de crédito além do empréstimo tradicional como conseguir financiamento, por exemplo. 

Os modelos de empréstimo e financiamento variam de uma instituição financeira para outra, mas os mais populares são empréstimo para capital de giro e antecipação de receitas e financiamentos de imóveis ou compra de equipamentos. Para quem está investindo em um novo negócio e precisa de capital inicial, talvez a melhor opção seja um empréstimo online com garantia de imóvel, com aprovação rápida e taxas de juros bem competitivas, como a solução da Bcredi. Assim, você consegue o dinheiro para começar seu novo negócio com praticidade, sem precisar comprovar o uso do empréstimo, já que no começo do negócio sua renda acaba sendo usada para várias coisas como imóvel, compra de equipamento, salário dos funcionários e por aí vai. E o melhor: tudo isso sem quantidades abusivas de juros.

Quem pode fazer um empréstimo?

As condições para contratar um empréstimo podem variar de acordo com a instituição financeira que você contratar e o modelo de crédito ou financiamento que escolher. Mas, em geral você precisa ser maior de idade e conseguir comprovar renda. 

Hoje em dia, os principais públicos para os quais os empréstimos são destinados são: empresários, microempreendedores, aposentados e pensionistas, servidores públicos, trabalhadores com carteira assinada. Porém, existem instituições que oferecem serviços específicos para alguns públicos com necessidades específicas como conseguir empréstimo com nome negativado, por exemplo.

São várias as opções de empréstimos, financiamentos e linhas de crédito para quem quer investir no próprio negócio. Por isso, é preciso buscar por soluções que encaixem com a sua necessidade, seja ela específica como a compra de maquinário ou mais geral como as despesas iniciais da abertura de uma empresa. Depois disso, compare as taxas de juros das instituições que oferecem o modelo que você precisa. Por fim, tenha todos os documentos necessários para se inscrever na linha de crédito e não esqueça de se comprometer apenas com valores que você consiga pagar sem prejudicar suas finanças. 

Cuidado também para não misturar sua renda pessoal e profissional! Às vezes isso vai ser necessário para comprovar renda na hora de pedir o empréstimo, mas no dia a dia, é importante que você evite práticas como pegar o faturamento da empresa para cobrir despesas pessoais. Esse tipo de prática prejudica muitos negócios por aí.

Caique Cabral

Formado em marketing e amante das letras, vejo o conteúdo como uma fonte de informação que nunca seca. Escrevo sobre finanças para além de números, sempre em busca das melhores soluções para a vida financeira das pessoas.

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *