Depois de quanto tempo a dívida de banco caduca?

ilustração sobre dívidas com o banco

Depois de 5 anos seu nome pode ficar limpo novamente, pois a dívida caduca, mas isso não significa que ela deixa de existir. Saiba os detalhes e como resolver sua situação.

Ano novo, vida nova. Todo mundo listando as metas para 2020, né? Com certeza entre as metas mais listadas por aí estão colocar as contas em dia, começar a cuidar melhor da vida financeira e quitar aquelas dívidas antigas. Falando nisso, surge a pergunta polêmica: dívida de banco caduca?

Tem quem diga que a dívida caduca após 3 anos, tem quem aposte em 5 anos. Nesse caso, como saber se vale a pena esperar ou quitar a dívida? Quanto tempo depois uma dívida pode ser cobrada? São muitas coisas para pensar, não é?

Nesse artigo você vai conferir todos os detalhes para saber se a dívida de cartão de crédito caduca, quanto tempo leva para caducar dívida de banco, depois de quantos anos a dívida ainda pode ser cobrada judicialmente, se o nome limpa sozinho ou não e ainda como se organizar para quitar as suas dívidas e acabar com o nome sujo. 

Se animou? Então confira tudo a seguir.

Depois de quanto tempo o nome limpa sozinho?

Uma das principais preocupações de quem tem uma dívida é tirar o nome do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) ou o que acontece com o nome após 5 anos no SPC. Será que é verdade que o nome limpa depois de 5 anos? É sim. Depois de 5 anos a dívida do banco caduca. Isso quer dizer que o banco vai retirar seu nome do cadastro do Serasa.

Porém, enquanto o nome não fica limpo, você não consegue fazer financiamentos nem solicitar algum tipo de crédito. Mesmo sabendo que a dívida com o banco caduca depois de 5 anos, não pense que a dívida vai deixar de existir. Quando o nome do devedor sai do Serasa e a dívida caduca, ela fica armazenada em um banco de dados do Banco Central e pode ser consultada por empresas que tenham algum interesse em saber mais sobre o seu histórico de finanças.

Ou seja, se você precisar por exemplo pedir um empréstimo, solicitar um cartão de crédito no banco, ou criar um crediário em uma loja, as empresas credoras vão conferir suas informações para verificar se você é um bom pagador e se, para eles, é seguro te oferecer o crédito. Nesse caso, com uma dívida existente fica difícil conseguir qualquer um desses recursos. 

O que acontece quando alguém não paga uma dívida? 

Todo mundo se preocupa em não sujar o nome, mas na hora de passar o cartão de crédito para fazer uma compra aqui, uma parcela ali, ninguém pensa muito. Segundo uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 77,6% das famílias brasileiras que estão endividadas, têm débitos em aberto com o cartão de crédito

Depois de 5 anos a dívida caduca e o nome fica limpo, mas durante esses 5 anos e mesmo depois disso, a dívida não só continua existindo como também continua crescendo! Não existe nenhuma lei que impeça o banco de continuar cobrando os juros acordados no contrato, mesmo após a dívida caducar. 

Além disso, ficar devendo dificulta muito a aprovação de financiamentos, cartões de crédito e outros serviços similares. Por isso, é importante tentar o quanto antes se organizar para sair das dívidas e limpar o nome. Assim, você volta a viver com a conta no azul e a consciência tranquila. 

Qual o prazo para cobrar uma dívida na Justiça? 

Além dos juros altíssimos que continuam a crescer, a dívida pode ser cobrada judicialmente depois de 5 anos. De acordo com o artigo 205 do Código Civil Brasileiro, a dívida prescreve depois desse tempo. Porém, se o seu credor entrar com uma ação judicial, o tempo de prescrição passa a não valer mais, porque começa-se a considerar o tempo de tramitação do processo. Nesse caso, se o banco entrar na justiça 1 ano ou 1 dia antes da sua dívida caducar e o processo continuar correndo, ele pode cobrar a dívida depois de 5 anos.

Depois de passar o prazo de 5 anos, o banco não pode mais entrar com a ação. Porém, ele ainda pode contar com outros recursos para cobrar a dívida, como entrar em contato com você para oferecer propostas de negociação das dívidas, por exemplo.

Por isso, não vale a pena ficar esperando o prazo para a dívida caducar e correr o risco de responder a um processo judicial e estender ainda mais o tempo da dívida. Afinal, por mais que você esteja com o nome limpo, a situação ainda não está regularizada e os juros continuam a subir

Qual é o prazo de prescrição intercorrente? 

Quando o banco entra com uma com uma ação judicial e a dívida é cobrada através dos trâmites de um processo, o prazo para prescrever a dívida para de contar, ou seja, ela não vai caducar mais. A dívida só decai se for quitada, negociada ou ao final do processo de acordo com a decisão do juiz. Porém, existe um caso em que a dívida cobrada judicialmente pode prescrever. 

Quando o valor é relacionado à uma execução fiscal, a dívida pode passar por um processo chamado prescrição intercorrente. Esse tipo de prescrição pode acontecer, basicamente, em duas situações: se a pessoa que está devendo não for encontrada quando for citada para responder ao processo ou, se ela foi encontrada porém não tem nenhum bem no seu nome para ser usado em penhora para quitar a dívida. 

Em casos assim, o processo é inicialmente suspenso por 1 ano e se, nesse tempo, não encontrarem nem o devedor nem opções de bens para usar na penhora da dívida, a ação é arquivada e depois de 5 anos ela prescreve. Porém, se em algum momento, durante o período de um ano de suspensão, forem encontrados o devedor ou os bens, o processo é desarquivado e volta a tramitar.

Não tenho dinheiro para pagar a dívida, e agora? 

Como falamos anteriormente, não vale a pena esperar 5 anos para deixar a dívida prescrever e correr o risco de passar por um processo ou, no melhor dos casos, continuar com o telefone tocando sem parar com ligações do banco querendo cobrar a dívida. Sendo assim, a melhor solução é buscar uma forma de quitar a dívida e limpar seu nome o quanto antes. Para isso, uma ótima opção é pedir um empréstimo com garantia de imóvel

Muita gente torce o nariz para a ideia de entrar em uma dívida para pagar a outra. Parece estranho mas é a melhor solução para quem não tem de onde tirar dinheiro. Quando você contrata um crédito com garantia de imóvel na Bcredi, você troca os juros altos da dívida do cartão de crédito por uma taxa de juros muito mais baixa e prazos bastante flexíveis para pagar. Além disso, o limite desse modelo de empréstimo é bem alto, já que para a financeira é uma negociação muito segura, pois o imóvel entra como garantia. 

Outra vantagem dessa modalidade de empréstimo é que, mesmo o imóvel sendo garantia do crédito, você continua sendo o dono dele. Isso acontece porque o contrato é feito considerando o que chamamos de alienação fiduciária, que significa que o imóvel está apenas como garantia durante as parcelas do empréstimo, mas você pode continuar usando-o normalmente.

Conclusão 

Você já entendeu como funciona o processo para caducar uma dívida e também percebeu que as consequências não são tão vantajosas assim, não é? Mas, como já falamos, tudo tem um jeito. Com o crédito imobiliário da Bcredi você consegue aprovar limites altos de crédito com agilidade e segurança. 

Com o dinheiro na mão, não esqueça de procurar o banco para negociar bem a sua dívida. Leia o contrato original do seu cartão de crédito e confira as taxas de juros que foram acordadas na época. Assim, você não corre o risco de estar pagando mais do que devia. Além disso, você ainda pode fazer uma proposta de pagamento para o banco. 

As dívidas com o cartão de crédito estão entre as mais caras e dão muita dor de cabeça, mas, entendendo o valor original da dívida e quanto ela está custando hoje, é possível chegar em um valor justo e reduzir o total das dívidas quando pagas à vista ou encontrar formas de parcelamento que se enquadrem no seu orçamento. Melhor que a encomenda, né? Então use nosso simulador de empréstimo online  e encontre o empréstimo com as condições que mais combinam com as suas necessidades

Não tem mais desculpas para continuar devendo! E você ainda pode aproveitar para guardar dinheiro ou investir em um sonho antigo e começar o ano com o pé direito, contas no azul e cabeça erguida. 

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *