5 dicas para aumentar sua carteira de clientes

Vender mais é o objetivo de todo vendedor, certo? Mas isso não é possível sem uma boa carteira de clientes, que deve ser, além de extensa, altamente qualificada. Aqui nós vamos te dar dicas de como aumentar e qualificar sua carteira de clientes!

Talvez as novas metas de vendas da sua empresa, ou até mesmo sua necessidade pessoal o tenham trazido até aqui, mas, independentemente de qual foi a sua motivação, é essencial para todo e qualquer vendedor ou fornecedor ter uma boa carteira de clientes, que se atualize constantemente e seja sempre útil para aumentar o faturamento

Por isso, nesse artigo nós reunimos algumas dicas de como aumentar a sua carteira de clientes para que você seja sempre relevante e ativo no seu mercado. Confira!

O que é uma carteira de clientes?

Começando pelo básico, primeiro precisamos entender o conceito do termo. Muito utilizado no meio comercial, ele basicamente representa os clientes que um vendedor ou empresa têm e mantém contato comercial, sempre com o objetivo de manter uma constância nas vendas. 

Porém, as coisas não são tão simples assim. Ainda dentro da carteira de clientes, precisamos saber separar os clientes em dois tipos: ativos e inativos. 

Clientes ativos são aqueles que mantém o consumo de seus produtos ou serviços de maneira regular, mesmo quando há baixa margem de lucro. É importante vender sempre e constantemente para que seu negócio flua bem.

Já os clientes inativos são aqueles de compras únicas ou que já não mantém uma relação constante com você ou sua empresa. Mas não se engane, eles ainda fazem parte da sua carteira de clientes e são consumidores em potencial, então nunca os descarte ou ignore-os. 

Baixe o checklist e dê o primeiro passo para controlar melhor o seu dinheiro

Como criar uma carteira de clientes e aumentá-la constantemente?

Independentemente de você estar começando agora ou exercer sua atividade há bastante tempo, criar uma carteira de clientes sólida é essencial em qualquer fase do seu negócio. Muitas empresas começam a pensar em manter uma base de seus consumidores somente quando a situação financeira não está boa, o que é um erro gravíssimo. 

Porém, para criar uma carteira de clientes é necessário dar um passo atrás e definir alguns pontos importantes:

Defina seu modelo de negócio

Apesar de parecer óbvio, muitos ainda não sabem definir o próprio negócio. Um termo comumente utilizado para falar sobre o assunto, é miopia de mercado. Esse problema de visão de negócio ocorre quando uma ou ambas as partes  (empresário/consumidor) distorce o objetivo real do negócio ou não sabe dizer como ele se sustenta. 

Quer um exemplo claro? Você sabe dizer qual é o negócio de um cinema? Sabe dizer como ele obtém lucro? Se você respondeu que os filmes são a principal fonte de renda, você está errado. Mesmo em grandes estreias mundiais, com milhões de pessoas formando filas quilométricas, o lucro proveniente disso é relativamente baixo. Ao contrário da loja de conveniências, ou bomboniére do estabelecimento, que consegue um lucro líquido muito maior a partir de doces, refrigerantes e obviamente, pipoca. 

Com esse exemplo, queremos te incentivar a investigar mais a fundo seu próprio negócio. Fatores essenciais para o sucesso são, por exemplo, a definição do seu produto ou dos seus serviços, entendendo claramente a diferença entre eles e com domínio sobre custos de oferta, margem de lucro e ponto de equilíbrio. Dessa forma, você tem noção de quanto precisa vender para não ficar no negativo. 

Identifique seu público-alvo

Tendo a sua linha de negócio bem definida, chega o momento de identificar seu público-alvo. Apesar de serem dois processos separados, eles devem ocorrer ao mesmo tempo. Você não pode definir um público-alvo que não é condizente com a sua realidade, como por exemplo, vender lanchas para um público de classe B ou C ou vender carne de porco em uma comunidade cuja religião não permite seu consumo. 

Ainda existem os tipos de negócios que permitem que seu público-alvo seja adaptável ou até mesmo altamente abrangente, como um mercado, por exemplo. O setor alimentício, mesmo com as definições de street food, gourmet, fast food, baixa e alta gastronomia, é super abrangente, já que trata de uma necessidade básica. 

Segundo MASLOW (1954), psicólogo renomado na área de psicologia humanista e muito estudado em disciplinas como Marketing e Publicidade, existe uma hierarquia de necessidades humanas, conforme aponta a imagem abaixo. Em seu livro “A Theory of Human Motivation”, ele alega que, para um ser humano satisfazer uma necessidade de um estágio superior, ele precisa satisfazer uma necessidade de nível anterior, permitindo que esse processo ocorra de maneira gradual. 

Na base da pirâmide estão as necessidades relacionadas à fisiologia, indispensáveis para a sobrevivência humana. Como essas necessidades são fundamentais, podemos encontrar diferentes maneiras de explorá-las, pois a demanda sempre será alta e constante, transformando esse mercado em um nicho altamente abrangente, pegando todas as classes sociais.

Prospecção de clientes

Se os dois passos anteriores tiverem sido concluídos corretamente, você não terá nenhum problema para encontrar seus clientes em potencial. Exemplificando: vamos supor que você trabalhe com uma linha de utensílios culinários muito específica, muito utilizadas por barracas de lanches ou food trucks. Nesse caso, seu cliente seria o dono dessa barraca ou food truck, certo? Acompanhe os eventos da sua cidade ou bairro, fique de olho em todo e qualquer evento de comida que terá como atração food trucks ou até mesmo feirinhas gastronômicas. 

Com a oportunidade de muitos clientes em potencial reunidos, você pode se preocupar muito mais em fazer uma apresentação de qualidade do seu produto do que caçar um por um, sabendo que eles já estarão ali. O mesmo vale para caso você tenha um delivery de lanches. Procure por pessoas próximas, em bairros próximos, sempre tendo em mente quem é seu público alvo. 

A prospecção é uma prática constante. Para que seu negócio sobreviva de maneira saudável, sem impactar diretamente na sua capacidade financeira, é imprescindível que sua carteira de clientes se atualize, se mantenha significativa. Principalmente quando falamos de um negócio B2B (Business to business, quando é voltado para empresários, comerciantes, empreendedores), já que a volatilidade do mercado influencia diretamente na abertura e fechamento de empresas.

Utilize a tecnologia a seu favor

Hoje, é praticamente impossível vivermos sem o uso da tecnologia. Por mais que você seja uma pessoa que gosta da maneira antiga de se fazer negócios, saiba que eventualmente você precisará se atualizar. O comportamento do consumidor mudou e evoluiu junto com as novidades tecnológicas, sejam elas no entretenimento, na maneira de consumir um produto de renome no mercado ou até mesmo em como vivem suas vidas.

Podemos observar essas mudanças no mercado gastronômico, por exemplo. Grandes redes de fast food e restaurantes renomados sempre estiveram acostumados com filas de clientes para ocupar as mesas e fazer o pedido a um garçom ou direto no balcão. Como alternativa para evitar a impaciência dos clientes, surgiram os totens de autoatendimento, uma solução tecnológica que reduz filas e acelera ainda mais o processo de compra, impactando diretamente na experiência do consumidor.

Se o seu cliente em potencial for um público jovem, não insista em práticas que já foram promissoras, como envio de mala direta, e-mail marketing apelativo ou telemarketing. Até mesmo o uso de material impresso deve ser repensado, já que estamos numa onda (muito boa, por sinal) de sustentabilidade. 

Aqui, você pode apostar na utilização de aplicativos de mensagens para um contato direto, mais informal, ou até mesmo na criação de um conteúdo menos apelativo e mais informativo, como vídeos sobre os seus produtos, um blog sobre novidades da sua área ou o desenvolvimento de uma solução gratuita para seus clientes, agregando valor à sua marca e fidelizando ainda mais seu cliente.

Baixe o infográfico e veja o passo a passo para contratar o seu empréstimo online

Firme parcerias

Muitas empresas oferecem vantagens para vendedores ou consultores que trazem novos clientes, para que as duas partes saiam ganhando. Aqui na Bcredi, temos uma equipe de Parcerias que se dedica a apoiar empresários, consultores, correspondentes bancários e outros parceiros na indicação do Crédito como Garantia de Imóvel. Quando os indicados contratam o crédito, o parceiro responsável pela indicação recebe uma comissão.

Esse modelo incentiva a troca de conhecimento, experiência e também ajuda a ampliar o leque de ofertas, aumentando a carteira de clientes e os lucros. Se você se encaixa nesse perfil e gostaria de indicar o Empréstimo com Garantia de Imóvel para seus clientes, acesse nossa página e entre em contato conosco!

Independentemente do tipo de negócio que você tem ou pensa em criar, é crucial que você se mantenha atualizado, relevante e fiel ao seu consumidor. Mantendo essa tríade de valores intacta, seu empreendimento com certeza irá decolar e trará muito lucro para você e sua empresa.

Fuja dos padrões e ouça o que o seu cliente quer, e entregue exatamente aquilo que ele espera de você. O resto é consequência. Depois, conta aqui nos comentários quais dessas estratégias você implementou e o que mais fez para seu negócio dar certo. E já sabe, se precisar, conta com a Bcredi. Até mais!

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *