Como montar uma loja

como-montar-uma-loja

Dizem que o ano só começa depois do carnaval, né? E, seguindo essa lógica, muita gente começou a pensar em opções de negócios lucrativos para começar a empreender em 2020, como montar uma loja, por exemplo. Pensando nisso, resolvemos criar um artigo com todas as informações necessárias para quem quer saber como fazer para montar uma loja ou como começar uma loja. 

Então se você faz parte do grupo de pessoas que chegou aqui muito decidido, buscando descobrir o que é preciso para abrir uma loja de sucesso e quais são os documentos necessários, esse artigo é para você. Confira a seguir tudo o que precisa para abrir uma loja e fazer de 2020 o ano do seu negócio.

Como montar um negócio do zero? 

Quero montar uma loja, e agora? Calma. Vamos listar tudo o que é preciso para abrir uma loja de sucesso.

Saiba tudo sobre o seu mercado:

Para criar um negócio do zero, você precisa definir o mercado no qual você pretende investir e saber mais sobre ele. Por exemplo, lojas que vendem produtos alimentícios exigem cuidados diferentes de lojas de roupas. Os dois segmentos precisam de planejamento de estoque, logística de transporte e armazenamento, iluminação e exposição de produtos, porém, são especificações bem diferentes pois são produtos de naturezas muito distintas. 

Então, assim que você definir o segmento do seu negócio, invista tempo em pesquisa para entender as melhores práticas, quais são seus concorrentes e como eles trabalham, se é um negócio que pode ser completamente online e ter um espaço apenas para estoque, ou se você precisa pensar em uma estrutura como montar uma loja física para receber seus clientes.

Defina seu público alvo: 

É preciso entender também se é um segmento democrático, que interessa a um público amplo e variado ou se é um segmento de nicho que pode ter um público fiel mas um pouco menor. Por exemplo: se você quiser investir em uma loja de roupas femininas, você vai ter um público de mulheres adultas. Porém, se você abrir uma loja só com roupas de alfaiataria, por exemplo, você está apostando em um estilo específico e segmentando um pouco mais o seu público, o que pode ser muito bom para o seu negócio se você tiver uma marca forte e apostar em uma boa segmentação da sua publicidade.

Descubra as documentações necessárias:

Entendendo seu mercado, você precisa conhecer a documentação exigida para abrir o seu negócio. Além de regularizar a sua empresa, se tornando uma pessoa jurídica, é preciso pensar por exemplo em: quais os documentos necessários para abrir uma loja de roupas? Dependendo do tipo de negócio, mudam as documentações. Se você optar por uma loja de produtos alimentícios por exemplo, é preciso buscar regularizações junto a vigilância sanitária. Além disso, se você for construir a sua loja física, não esqueça de providenciar o alvará de construção

Faça o planejamento financeiro:

Com mercado e público definido e todas as documentações em dia, é preciso fazer seu planejamento financeiro. Lá na pesquisa de mercado você definiu se precisava de um estoque e se sua loja vai ser online ou física, né? Aqui é a hora de listar todos os custos: se a loja é física e você for comprar ou alugar um espaço, é necessário pensar nos custos mensais desse ambiente, seja com parcela do imóvel ou aluguel e as contas fixas como iluminação, água, internet. 

Além disso, é preciso planejar muito bem o custo com a construção ou reforma, para você não gastar mais do que é necessário. Já se sua loja vai ser online, é preciso definir o canal para entender os custos. Se você pretende criar um e-commerce, é preciso pensar nos custos com domínio do site, hospedagem e serviços de design e desenvolvimento da sua loja online, além dos custos com envios dos produtos. 

Sabendo dos gastos para a criação e logística da sua loja, é necessário saber os custos dos seus produtos. Se é produção própria ou revenda, não deixe de comparar bem os fornecedores para garantir o melhor custo benefício. Se você pretende montar uma loja de roupas, lembre-se das épocas de trocas de estação, que ditam as mudanças de coleção das lojas. Assim você pode se preparar com antecedência para essas épocas de compra de produtos. Para evitar prejuízo, uma boa dica é começar investindo em um estoque pequeno e, à medida que sua loja vai ficando conhecida, você vai expandindo a quantidade de produtos que você compra e estoca.

Não esqueça de prever os custos de contratação de funcionários, se você precisar de uma equipe. E, por fim, o valor que você pretende investir mensalmente em marketing, seja mídia online no Google e em redes sociais ou na contratação de influenciadores para divulgar sua loja.

O que é necessário para se abrir uma loja? 

Dependendo do modelo que você escolheu para o seu negócio, variam as coisas nas quais você precisa pensar para começar. Por isso, vamos dividir as dicas entre lojas físicas e virtuais.

Como abrir uma loja física:

Para quem quer saber qual o primeiro passo para abrir uma loja física, uma das suas prioridades com certeza é a escolha do ponto. A localização é fundamental para manter o giro frequente de clientes no seu estabelecimento. Além disso, é preciso entender as condições atuais do local. O quanto você vai precisar investir em reforma e compra de mobiliário e equipamentos. Decidido o ponto, se você precisar fazer qualquer mudança estrutural, é importante contratar um arquiteto para cuidar da regularização do seu projeto.

Enquanto as reformas acontecem no seu espaço, é importante correr atrás do seu estoque de produtos. Pesquise bem os fornecedores e compare os preços e formas de pagamento. Alguns tipos de mercados como roupas e acessórios costumam vender em consignação, que é uma forma de você pegar os produtos por um prazo, pagar pelo que for vendido e devolver o resto. Assim, você testa o movimento da sua loja, a aderência dos produtos e pode voltar a comprar com mais tranquilidade ou buscar novos fornecedores.

Com o estoque cheio e loja pronta é hora de inaugurar o seu espaço. Invista em uma boa divulgação e até em um evento de inauguração para chamar a atenção de possíveis clientes. Mesmo que sua loja seja física, não esqueça de fazer marketing online! Criar um perfil nas redes sociais para atualizar seus clientes das novidades e também patrocinar algumas postagens pode ajudar a alcançar novos clientes.

Como montar uma loja virtual:

Se você optou por não abrir uma loja física e quer fazer suas vendas apenas online, você ainda tem duas opções: vender apenas pelas redes sociais, com perfis no Facebook ou Instagram ou criar um site. Se você não vai ter um estoque muito grande ou prefere fazer as vendas sob encomenda, esse modelo pode ser uma ótima opção, pois você consegue negociar prazos com os clientes e controlar a sua demanda.

Já para quem quer criar um e-commerce para vender seus produtos, é fundamental pensar no controle integrado do estoque e na logística de envios. Se as suas vendas crescerem muito rápido e seu estoque não estiver atualizado no site, você corre o risco de vender produtos que não tem a pronta entrega e atrasar o envio do produto. Por isso, certifique-se de manter seu estoque integrado e atualizado no seu site.

Para montar sua loja virtual, você pode usar plataformas como o Wix para fazer você mesmo, porém, se você não tem bastante conhecimento sobre como usar um serviço como esse, o ideal é contratar um desenvolvedor web. Com um profissional especializado à frente da criação do seu site, fica mais fácil garantir a qualidade do design, carregamento da página e integrações necessárias para que o seu site funcione perfeitamente durante todas as suas vendas.

É necessário abrir um CNPJ para ter uma loja?

A resposta é sim! Qualquer comércio exige um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica). Para isso você pode abrir uma empresa ou fazer seu cadastro como MEI (Micro-Empreendedor Individual), porém, para ser MEI seu negócio precisa estar dentro da lista de segmentos de atuação permitidos para um MEI e você só pode ter 1 funcionário trabalhando para você. Então se sua loja é pequena ou você vai criar um e-commerce e só precisa de uma única pessoa para te ajudar nos processos, essa é a melhor solução. 

Já se o seu planejamento é ter um time maior, você precisa ser uma ME (Microempresa), que é a categoria para empresas com faturamento bruto de até 360 mil reais por ano, o que dá 30 mil reais por mês. Outra opção é ser uma EPP (Empresa de Pequeno Porte). Nessa categoria o faturamento vai de 360 mil/ano até 4.8 milhões/ano. Porém, os tributos que essas duas categorias precisam pagar variam muito, então vale a pena você contar com a ajuda de um contador para analisar as duas opções e decidir qual se encaixa melhor no seu negócio.

Quanto custar montar uma loja? 

Essa é uma pergunta que todo mundo que quer empreender com pouco dinheiro se faz em algum momento. Porém, ela não tem resposta certa, já que depende muito das escolhas que você fez até agora. 

Para definir os custos da sua loja, é importante definir lá no planejamento se a loja vai ter uma estrutura física ou apenas venda online, quais são os custos com operações logísticas, o número de funcionários, custo para comprar a primeira leva de produtos do seu estoque e as documentações e impostos exigidos dependendo da configuração do seu CNPJ. 

Como saber qual é o melhor negócio para abrir? 

Algumas pessoas têm o sonho de abrir o próprio negócio e já idealizam tudo. Outras aproveitam a oportunidade ou a necessidade de empreender para buscar uma opção de negócio lucrativo para investir. Se você faz parte do segundo grupo e ainda não sabe o segmento de mercado em que deveria focar sua loja, a gente te ajuda. Separamos 5 negócios que estão fazendo sucesso e continuarão em alta nos próximos anos.

Alimentação saudável e/ou vegana

Há alguns anos a preocupação com a saúde e uma maior dedicação em manter uma vida saudável vem contagiando os brasileiros. Somando esse comportamento à preocupação com o meio ambiente e os problemas que o consumo desenfreado de carne pode gerar no planeta, negócios relacionados à culinária vegetariana/vegana e alimentos saudáveis vêm crescendo muito. Movimentos como a #segundasemcarne estão cada vez mais populares e, por isso, investir em uma mercearia com produtos veganos e ingredientes naturais pode ser uma ótima opção. Mas, vale lembrar que alimentos precisam de um cuidado dobrado com o estoque e os processos logísticos. 

Então, se esse mercado te interessa, pesquise bem sobre as práticas de armazenamento de alimentos, o que precisa de refrigeração, o que não pode ficar em lugar úmido, etc. O ideal é procurar profissionais que já estão na área para te orientar melhor ou até cogitar um modelo de franquia de uma loja já existente para contar com os padrões de estrutura que o negócio já adota. 

Cosméticos naturais

Também influenciado pela onda de consciência ambiental, o uso de cosméticos industrializados ou testados em animais vem perdendo espaço. Com isso, as produções artesanais de cosméticos que utilizam ingredientes mais naturais e menos nocivos à saúde e ao meio ambiente vêm se tornando cada vez mais populares. Porém, esse mercado também exige bastante pesquisa e acompanhamento de profissionais experientes. 

Como você vai investir em processos químicos como a mistura de ingredientes, mesmo que naturais, é importante consultar botânicos e bioquímicos e estudar bastante sobre cosmetologia natural. Assim, você garante que seu negócio vai fazer sucesso e não corre risco de cometer erros que possam causar grandes estragos como reações alérgicas ou problemas de pele em algum cliente.

Produtos para pets

Os produtos de cuidados e mimos para pets também vêm consolidando seu espaço no mercado. Isso abre espaço para o surgimento de marcas de sucesso como a Zee.Dog, por exemplo, que tem diversas coleções de coleiras, roupinhas, potes, caminhas e brinquedos para animais de estimação com estampas e formatos variados! Abrir uma loja física para revender esse tipo de produto pode ser uma grande aposta.

Roupas e acessórios autorais

Comprar de pequenos produtores também é um hábito que está se tornando tendência. Por isso, apostar em marcas de roupas e acessórios autorais pode ser um ótimo negócio. Se você não tem habilidades criativas para desenhar e produzir roupas e acessórios como bijuterias ou bolsas, você ainda pode buscar por marcas que estejam começando para investir em uma parceria de negócio.

Roupas usadas e upcycling

Bastante popular fora do país e cada vez mais tendência entre os brasileiros que gostam de moda está a compra de roupas usadas em brechós, sejam lojas físicas ou online como o site Enjoei, e as diversas lojinhas de desapegos no Instagram. É um negócio barato que pode começar com roupas suas e de conhecidos mais próximos e ir crescendo conforme você garimpa e compra de outros brechós ou outras pessoas que queiram vender suas roupas. Uma outra tendência que pode colaborar com a venda de roupas usadas é a técnica de Upcycling, que consiste na reforma e personalização de roupas usadas, revitalizando as peças e dando um toque de exclusividade.

Como conseguir dinheiro para montar uma loja? 

Entre as principais formas de conseguir dinheiro para abrir um negócio estão: ter um investimento próprio ou de um sócio, solicitar um financiamento ou fazer um empréstimo. Se você pretende tocar seu negócio sozinho ou não conhece ninguém para investir, uma das opções já está descartada. Para te ajudar a decidir entre as duas outras, vamos falar das principais características de cada uma.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento) tem diferentes opções de financiamento para empresas. Algumas relacionadas à ampliação do negócio ou reformas, compras de equipamentos e outras linhas de microcrédito. Porém, o valor máximo permitido por cliente é 20 mil reais e as taxas podem chegar a 4%.

Já para quem está pensando em pedir um empréstimo, as opções de limites, taxas e negociação de parcelamento são bem variadas. Se você quer taxa baixa, limite alto e muitos meses para pagar, o crédito com garantia de imóvel pode ser a opção perfeita. Aqui na Bcredi, você tem taxas a partir de 0,99% ao mês + IPCA, até 180 meses para pagar e limites que vão de 30 mil a 4 milhões.

Agora que você já sabe como montar uma loja, conhece todos os documentos para abrir uma loja e têm as melhores opções para conseguir capital inicial para investir no seu negócio não tem mais o que esperar, não é? Comece já a dar os primeiros passos para abrir uma loja: faça um bom plano de negócio e peça seu empréstimo com garantia de imóvel na Bcredi. Assim, você tem dinheiro para começar e manter seu negócio vivo até começar a ter seus lucros.

Chega de perder tempo né? Use nosso simulador de empréstimo online e encontre a solução que você precisa.

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *