Como manter um restaurante durante a crise

Neste artigo nós reunimos as principais dicas sobre o que fazer no restaurante para enfrentar um momento de crise. Planejamento e adaptação são fundamentais.

Durante a crise econômica que estamos vivendo devido às ações de combate ao novo Coronavírus em todo o Brasil, o setor de bares e restaurantes tem sido um dos mais afetados. Com mais de 1,4 milhão de estabelecimentos no país, que geram milhões de empregos, a busca por alternativas para manter a receita precisa ser urgente.

O mercado de alimentação fora de casa vinha em uma franca expansão nos últimos anos, com novos empreendimentos sendo inaugurados e o movimento de clientes se expandindo. Por isso, a nova crise pegou os empreendedores de surpresa. Muitos estavam comprometidos com empréstimos e agora não sabem como podem negociar as dívidas.

Para ajudar os estabelecimentos a superarem esse momento de dificuldade, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) preparou uma série de cartilhas com orientações aos empresários. Entre as principais, negociação de salários e jornada de trabalho, normas para fazer entregas com segurança e como negociar com fornecedores.

Nós selecionamos alguns trechos para que você consiga tomar a melhor decisão para o seu restaurante e consiga retomar o faturamento. 

Negociação de salários e jornada

De acordo com a Medida Provisória aprovada pelo governo federal, as empresas podem suspender o pagamento de salários dos funcionários com carteira assinada ou reduzi-los em até 70%, acompanhados da suspensão ou redução da jornada de trabalho. O acordo precisa ser aceito pelos funcionários e o empregador deve formalizar o pedido diretamente no site do Ministério do Trabalho e Emprego.

Com o acordo, o empresário vai diminuir seu gasto com folha de pagamento e o governo complementa a renda com um auxílio que tem como base o seguro desemprego. Essa medida visa preservar os empregos após o período de crise e não inclui as gorjetas, que eram parte integrante do salário de garçons, por exemplo. Os benefícios dos funcionários não são afetados pelas medidas. 

1
Você consegue pagar todas as contas em dia? Sobra algum dinheiro para guardar ou investir?
Faça nosso teste e descubra como está sua saúde financeira!

🏍 Como fazer entregas seguras no delivery

Uma das grandes saídas para bares e restaurantes afetados durante a crise é migrar seu serviço para os aplicativos de delivery, com entregas diretamente na casa do consumidor. Com a pandemia do novo Coronavírus, o setor, que deve sempre cumprir com as medidas sanitárias e de higiene, precisa ter cuidados redobrados. 

O estabelecimento e seus funcionários devem ser as normas de segurança determinadas pelo órgãos competentes, com o uso de máscaras, higienização das mãos e de todos os equipamentos e materiais para embalagem. Os restaurantes também devem disponibilizar álcool em gel 70% para que os entregadores possam higienizar o veículo, as roupas, mãos e também smartphones. 

Negociação com fornecedores e aluguel

Outro passo fundamental para os empreendedores é entrar em contato com todos os seus fornecedores e pedir descontos ou adiamento de alguns pagamentos. Os gastos com aluguel, que geralmente passam dos 4% do faturamento total do negócio, e são ainda maiores em comércios e shoppings, também podem e devem ser negociados. 

Durante a conversa, será preciso sensibilizar o locador, pois com a queda na receita e a diminuição da operação, rever custos é imprescindível. É importante que, ao chegar em um acordo, as condições sejam formalizadas, mesmo que por e-mail. Além da redução, é possível negociar o adiamento dos pagamentos.

🍽 Orientações para a reabertura gradual

Algumas cidades do Brasil já estão permitindo a reabertura gradual de alguns estabelecimentos, inclusive bares e restaurantes. Para que isso possa ocorrer de forma segura para todos, evitando o contágio pelo novo Coronavírus, também há uma série de recomendações sobre o espaço, o atendimento e as relações entre as pessoas. 

Uma questão fundamental é a disposição de mesas e cadeiras, que devem ficar distantes 2 metros umas das outras. Reforçar a higienização de todo o espaço e mantê-lo arejado também é importante, assim como disponibilizar álcool em gel e realizar um controle de entrada e saída de clientes para não gerar aglomerações.  

📚 Mais conteúdos para bares e restaurantes

O Sebrae e a Abrasel, em parceria, desenvolveram o projeto Gastronomia Digital. Com vídeo aulas e diversos materiais, o objetivo da parceria é levar mais conhecimento para empreendedores e colaboradores e assim permitir a sobrevivência do negócio durante a crise e a recessão para então poder voltar a crescer quando tudo passar.

💰 Empréstimo para investir na empresa

Caso você não tenha dinheiro em caixa e precise de mais investimentos em capital de giro para sua empresa, procure alternativas saudáveis de empréstimo, com juros baixos e parcelas mais baratas. Uma das opções são as modalidades com garantia, que possuem prazos estendidos de pagamento e liberam valores maiores para o crédito. 

A Bcredi é especialista em crédito imobiliário e pode te ajudar a melhorar as contas do seu bar ou restaurante. Com um imóvel como garantia do empréstimo, a taxa de juros começa em 0,99% ao mês e você tem até 180 meses para pagar. Saiba mais sobre essa modalidade de crédito, que tem uso livre, e faça uma simulação gratuita.

1
Você consegue pagar todas as contas em dia? Sobra algum dinheiro para guardar ou investir?
Faça nosso teste e descubra como está sua saúde financeira!
Bruna Bill

É formada em Jornalismo e está sempre atenta ao contexto econômico, refletindo sobre como essas questões impactam as finanças dos brasileiros. É apaixonada por pessoas e conta nossas histórias de sucesso, com relatos que vão muito além do empréstimo, mostrando como o Crédito com Garantia de Imóvel da Bcredi mudou a vida dos nossos clientes.

Visualizar todas as publicações