Como financiar uma grande viagem com toda a família

Bcredi

2 de dezembro de 2019

Planejando uma viagem de fim de ano? Nesse artigo a gente te mostra quais são os detalhes importantes que você deve estar atento e também dicas para conseguir dinheiro e não passar por imprevistos!

Com a virada do ano, é normal que você pense em fazer uma grande viagem em família, certo? Talvez levar os filhos para conhecer a praia, ou até mesmo visitar os parentes naquela cidade do interior, um pouco mais afastada, ou quem sabe ir a outro país!

Independentemente do destino da viagem, é necessário muito preparo e muita organização para que tudo corra bem. Se você está pensando em viajar, leia esse artigo que a gente vai te dar algumas dicas de como financiar uma viagem com toda a família.

Documentação para viajar

Realizar uma viagem sozinho quando se está na casa dos 20-30 anos é uma coisa relativamente simples. Você basicamente precisa saber para onde vai, como, quando e tudo está definido. Quando se trata de levar uma família inteira para uma viagem grande, é importante definir tudo com muita antecedência, a fim de evitar quaisquer situações emergenciais no trajeto.

O primeiro passo é, obviamente, definir o seu destino e estudar um pouco sobre o local. No caso de uma viagem internacional, estudar quais são as leis para estrangeiros, qual é a moeda local e quais os meios de transporte disponíveis na região.

Além disso, é importante conferir os passaportes e toda a documentação de identificação da sua família está em dia, principalmente dos filhos, pois alguns países possuem um controle muito mais rigoroso para a entrada de crianças. Se precisar, use a nossa lista de documentos que não se deve esquecer numa viagem:

  1. Documento de identificação com foto, podendo ser RG ou CNH. De preferência a Carteira de identidade (RG);
  2. Certidão de nascimento para as crianças;
  3. Comprovante de residência. É sempre seguro levar um comprovante de residência para ser utilizado em casos de emergências.
  4. Cartões de crédito/débito – Por mais que hoje a gente não faça mais nada sem cartões, não custa nada colocá-los na lista, né?
  5. Carteirinha do plano de saúde de toda a família.
  6. Carteirinha de vacinação de todos, principalmente para as crianças.
  7. Comprovante de compra de passagens, estadia de hotéis ou qualquer tipo de documento que garanta o acesso a estabelecimentos.
  8. No caso de doenças que exigem acompanhamento constante, como diabetes, é importante levar alguma documentação que comprove a necessidade em caso de emergências.
  9. Passaporte para viagens internacionais.

Planejamento para viagens nacionais

Caso seu destino seja aqui mesmo no Brasil, o processo todo é um pouco mais simples, mas não se engane em achar que não deve haver o mesmo preparo de uma viagem internacional, pois estamos falando da segurança e integridade da sua família. 

Com o tamanho do Brasil, é normal que encontremos diferentes regiões com suas próprias características de temperatura, fauna e flora. Com isso em mente, é importante conhecer a saúde de cada um dos integrantes da sua família, principalmente das crianças que podem ser mais sensíveis a alergias e intolerâncias.

Em regiões com altas temperaturas, podemos encontrar mais insetos dos mais variados tipos, e com isso, ficamos expostos a doenças graves como a malária, febre amarela ou a dengue. Portanto, saiba quais são os locais que exigem vacinas específicas e deixe a vacinação de todos em dia.

Além disso, temos diferentes culturas dentro de nosso país, o que significa que não só a arte e música terão suas próprias características, mas a culinária também será drasticamente diferente. Um exemplo disso, é o fato de no sul comermos açaí como uma iguaria doce e no nordeste ela ser consumida como refeição principal, junto ao peixe. Pode soar estranho para alguns, mas faz parte da cultura local, e com certeza vale a pena termos novas experiências, afinal, é para isso que viajamos, não é?

Isso pode ser um problema para crianças que tenham um paladar mais delicado e algumas possuem restrições alimentares, incluindo intorlerâncias e alergias, mas isso deve ser pensado com antecedência, na etapa de estudar o destino da sua viagem. 

Planejamento para viagens internacionais

Como falamos anteriormente, as viagens internacionais exigem um preparo um pouco mais complexo, já que estamos falando de culturas, idiomas, moedas e até mesmo leis diferentes. O primeiro passo aqui é estudar o país de destino, entender como são os costumes e um pouco da história dele, pois é sempre bom saber o que aconteceu e o que pode acontecer por lá.

Em alguns países há risco de conflitos civis ou leis diferentes para homens e mulheres, como no Oriente Médio. Portanto, tenha isso em mente e saiba que as leis valem mesmo para turistas!

Após decidido o destino da viagem, você deverá adquirir (ou atualizar) os passaportes e vistos da sua família, e esse é um processo que pode levar até meses, dependendo do país de destino. Além disso, os processos de emissão de passaporte e visto são feitos em locais e momentos diferentes, sendo que ambos possuem seu próprio custo.

O passaporte qualquer pessoa pode ter, basta cumprir uma série de pré-requisitos básicos, ir até a Polícia Federal e solicitar a emissão do passaporte. Após o pagamento da taxa, existe um prazo para que ele seja emitido (que pode ser entre 1 e 3 meses, dependendo da cidade de emissão). 

Já o processo de visto é um pouco diferente, e em alguns casos, exige uma entrevista com um representante do consulado daquele país para que seja concedida a permissão para entrar no país. No caso de uma viagem aos EUA, por exemplo, esse processo pode levar até 2 dias e deve ser realizado em São Paulo, ou seja, mais gastos se você for de outra cidade.

Dependendo do país, seu visto pode durar entre 5 e 10 anos. Atenção: Isso não significa que você pode permanecer no país por esse período, apenas que sua entrada está autorizada durante esse tempo, podendo permanecer por um período determinado de tempo.

Com toda a documentação providenciada, chegou a hora de fazer a compra das passagens e as reservas de hotéis ou aquisição de ingressos a parques temáticos, shows, eventos. Como sabemos, comprar passagens aéreas com antecedência pode nos salvar uma grande quantia de dinheiro, tendo em vista que as companhias aéreas oferecem preços mais elevados para compras efetuadas “em cima da hora”.

Aqui vale a pena realizar uma pesquisa para saber qual é a melhor companhia aérea com o melhor preço para o seu destino, então reserve algum tempo para fazer cotações e simulações. Não esqueça que hotéis e companhias aéreas podem cobrar diferentes valores de acordo com a idade dos passageiros!

Passaporte na mão, visto concedido e passagens compradas. Agora é só aguardar o dia, certo? Não! Você está indo para outro país, e muito provavelmente o seu dinheiro não será aceito lá, portanto, você precisa comprar uma quantia de dinheiro para ser utilizado lá, pois nem todo lugar poderá aceitar o seu cartão de crédito, além de que imprevistos podem acontecer, então é importante levar uma quantia de dinheiro em espécie.

Para efetuar uma boa compra, estude a cotação da moeda local e consulte casas de câmbio para saber qual seria o melhor período para realizar a compra da moeda. Lembre também que alguns países podem aceitar mais de uma moeda, então você deve estudar qual moeda é mais aceita para fazer uma boa aquisição.

Um outro obstáculo é o idioma, pois nem todos viajam para lugares onde conseguem se comunicar normalmente, e caso esse seja seu caso, vale a pena também estudar pelo menos as palavras mais importantes no idioma local, além de preparar um dicionário de bolso ou aplicativos de conversação. Alguns países possuem guias que falam vários idiomas e que podem ajudar estrangeiros a terem uma boa experiência.

Como pagar uma viagem longa?

Como você pôde perceber, uma viagem grande em família não é barata, principalmente se falarmos de uma viagem internacional que exigirá emissão de passaportes, vistos e despacho de bagagens pesadas, consultas médicas etc. Então um bom planejamento financeiro será necessário, já que para muita gente, isso é um sonho a longo prazo.

Aqui no blog da Bcredi nós te ajudamos com diversas dicas para controlar o orçamento familiar, ou de como entender qual opção é mais apropriada  para cumprir objetivos e sonhos a curto, médio e longo prazo, e obviamente, a própria Bcredi pode te ajudar a realizar mais esse sonho. 

Nós já falamos sobre os mitos sobre o empréstimo com garantia de imóvel, modalidade de crédito que a Bcredi pode te oferecer, e mostramos que esse tipo de empréstimo pode ser um bom negócio para concretizar um objetivo.

Além de possuir juros baixos, as condições de pagamento sempre serão de acordo com a sua necessidade e o processo é super rápido, agilizando tudo que você precisa pra viajar em família. Quer saber mais? Dá uma olhada aqui que a gente te explica como funciona e como contratar.

E então, agora sim, tudo pronto pra viajar? Conta pra gente aí embaixo pra onde você vai e em caso de dúvida, estamos aqui! Até a próxima e boa viagem!

Baixe o infográfico e saiba como contratar o crédito com garantia de imóvel pela internet
Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

2 respostas para “Como financiar uma grande viagem com toda a família”

  1. Marcos Dias disse:

    Aguardo seu retorno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *