Como conseguir mais clientes para minha empresa?

Conseguir novos clientes é a chave para que a sua empresa se mantenha sempre ativa e com funcionamento constante e efetivo. Confira nossas dicas para colocar isso em prática!

Quem é empresário ou empreendedor no Brasil, com empresas de qualquer porte, já sabe que a dinâmica para manter a carteira atual de clientes bem atendida enquanto procura por novos clientes pode ser uma tarefa bem complexa. Porém, fazer a gestão desses clientes é essencial, uma vez que são eles que fazem seu negócio gerar lucro e permitem manter tudo funcionando perfeitamente.

Vale lembrar que não existe mágica quando falamos em aumentar a sua clientela, nem “dicas matadoras” que vão garantir que você consiga clientes em um estalar de dedos seguindo alguns passos um tanto quanto óbvios. A “arte” do marketing e do networking está situada na correta interpretação de diferentes dados que seus clientes fornecem direta ou indiretamente todos os dias. Mas vamos chegar lá.

Antes de começarmos a falar sobre ações que aumentam o número de clientes, precisamos entender um ponto essencial e preparar o terreno para receber esses novos clientes sem afetar a qualidade do seu produto ou serviço. Vamos lá?

Baixe a planilha de fluxo de caixa para o seu negócio

Entenda seu mercado de atuação

Aqui, estamos partindo do princípio de que você já possui um modelo de negócio completamente definido, tendo em vista que já possui uma empresa ativa e funcionando perfeitamente. Com isso em mente, é importante entender que conhecer seu mercado é diferente de conhecer seu negócio, apesar de serem conhecimentos complementares, não se deve confundir seus objetivos.

Entender seu negócio consiste em definir seu objetivo, seu público-alvo, desenvolver todo o fluxo de produção e/ou atendimento, pós-vendas, aonde quer chegar e como chegará lá. É algo que deve ser pensado antes mesmo de criar a sua marca.

Entender seu mercado é uma ação que deve ser tomada assim que o seu modelo de negócio é definido. Com seu público-alvo determinado, você precisa pensar em como atendê-lo e, mais do que isso, entender como outras marcas do segmento já o atendem, uma vez que vocês possuem o mesmo cliente em potencial. Aqui é muito importante ter bom senso e ética e não copiar ações que seus concorrentes usam para impactar seus clientes.

Ao entender o mercado e o público do seu segmento, você também abre portas para novas oportunidades, como aprimorar os serviços que oferece ou trabalhar com uma linha de produtos que você ainda não trabalha, ainda dentro do seu segmento, mas sabe que há uma grande procura local.

Baixe a planilha e faça o seu controle de estoque

Aqui existe a abertura para se criar uma tendência também, pois ao explorar melhorar o mercado, você pode acabar detectando alguma novidade em outro estado que ainda não existe na sua região, sendo pioneiro em oferecê-la na sua praça. Esse tipo de atitude lhe dá abertura para trabalhar uma margem de lucro melhor e de usar recursos de maneira mais livre.

Aqui, entra uma parte do estudo que define seu público-alvo também. Entender os gostos, interesses e rotinas dos seus clientes pode lhe ajudar a agir de maneira mais inteligente, trazendo uma relação de custo x benefício muito mais equilibrada em suas campanhas, o que por sinal, é o próximo ponto.

Fale com seus clientes, seja claro e próximo

Ok, falamos que não íamos citar pontos óbvios mas esse não é tão óbvio assim. Um erro muito comum de empresas é o de se manter o mesmo padrão na comunicação por muitos e muitos anos, sem nenhum tipo de mudança ou adaptação. 

Mesmo as empresas mais tradicionais precisam se adaptar, inovar, se adequar às necessidades de seus clientes, pois o cliente que compra de sua empresa hoje pode não ter o mesmo motivo para o fazer daqui a 4 ou 5 anos, sua realidade será outra. Portanto, conversar com seu cliente é crucial para entender como ele gostaria de ser abordado, com que tom de voz você deve se comunicar com ele.

Se você trabalha com uma linha de produtos específica, comunique isso. Explique as características do seu produto em detalhes, destacando suas vantagens em relação a outros produtos ou os produtos da concorrência.

Esse é um erro comum em empresas que possuem estratégias digitais, pois acreditam que sua marca ou até mesmo estrutura de site deixam subentendidos que tipo de produtos estão ofertando. Se em nenhum momento isso é explicitamente dito nos textos de apresentação do site, sua visibilidade digital será quase nula, principalmente se seus concorrentes incluem essas informações na divulgação. O mesmo pode ser aplicado na fachada da sua loja, nos materiais impressos, cartões de visita etc.

Ao falar com seu cliente, você também pode obter informações valiosas através da coleta de dados, prática fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Saber a idade de alguns clientes, bem como sua frequência de compras ou região em que moram pode não parecer um tipo de informação tão importante assim, mas ao coletarmos esses dados de 200 clientes, já conseguimos identificar padrões que podem nos ajudar a direcionar esforços em ações voltadas para eles, e por consequência, atrair novos clientes.

A coleta de dados não serve apenas para identificar exatamente quem é o seu consumidor final, mas sim, para entender como eles chegaram até você. Dependendo do seu modelo de negócio, você pode acabar descobrindo que o boca a boca é a ferramenta que mais traz novos clientes até você, e isso lhe dá abertura para trabalhar em políticas de fidelidade, como bonificações por indicações, descontos progressivos conforme o número de pessoas indicadas, etc. O céu é o limite aqui.

Veja o webinar e tire suas dúvidas sobre o empréstimo online

Utilize uma ferramenta de CRM

Agora você pode se perguntar: mas o que é CRM? Essa sigla significa Gestão de Relacionamento com o Cliente, do inglês “Customer Relationship Management”, e consiste na utilização de uma plataforma (chegaremos nisso em breve) para otimizar o relacionamento com seu cliente, unindo todas as suas áreas em uma só, com o centro de suas ações voltadas ao cliente.

Existem diversas plataformas de CRM disponíveis na internet hoje em dia, como Salesforce ou Zendesk, e são, em sua grande maioria, pagas. Elas oferecem inúmeras ferramentas que ajudam a manter o seu relacionamento com o cliente muito mais organizado, lhe permitindo focar esforços em ações que realmente trarão mais vendas. Essas plataformas lhe permitem:

  1. Criar registros de interações com seus clientes;
  2. Registrar pessoas interessadas, clientes em potencial;
  3. Facilitar o pós-venda;
  4. Organizar o seu banco de dados de clientes;
  5. Conecta uma equipe de vendas entre si, permitindo um fluxo de comunicação direto e transparente;
  6. Facilita processos de prospecção, como o inbound marketing.

Apesar de ser uma solução com um custo relativamente alto, o ganho que você terá em quantidade de vendas e, acima de tudo, qualidade de vendas, será muito maior e criará um cenário onde as vendas podem acontecer de maneira muito mais orgânica e fluída. 

Para que exista uma correta utilização de um CRM, também será necessária uma mudança na cultura dos colaboradores da sua empresa. É necessário capacitar todos na utilização da plataforma, já que é uma ferramenta complexa e que precisa de um tempo para se habituar. 

A contratação de um CRM requer comprometimento de todo o seu quadro de funcionários, desde o estoque até o time de vendas, já que será necessária uma padronização que começará no cadastro do produto, tendo todas as suas informações preenchidas corretamente, passando para o controle do estoque desse produto, que deve ser integrado e automatizado, indo para um catálogo acessível para o cliente e para o vendedor, permitindo que todas as informações necessárias para a conclusão de uma venda sejam encontradas sem nenhum obstáculo. 

Se todo o seu quadro de funcionários seguir um padrão, você não encontrará problemas em tornar seu negócio muito mais dinâmico e com certeza criará uma experiência única para seu cliente, que por sua vez, trará mais clientes até você!

empréstimo com taxas lá embaixo

Ao focar no que o seu cliente quer, entendendo quem é ele, o que gosta, onde mora, quanto gasta, você com certeza saberá como encontrar mais e mais clientes em potencial para aumentar suas vendas. Entregue aquilo que seus clientes procuram em primeiro lugar, depois planeje maneiras de criar tendências ou oferecer algo exclusivamente novo no mercado. A inovação nem sempre começa com algo que não existe ainda, ela pode ser uma solução para um problema recorrente ou uma nova maneira de sanar uma determinada necessidade.

Acha que esses 3 passos te ajudaram? Conta pra gente aí nos comentários e diz pra gente se deu certo! Queremos te ouvir e saber como te ajudar no futuro. Até a próxima!

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Visualizar todas as publicações

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *