Como aumentar os lucros de uma empresa

Caique Cabral

5 de setembro de 2019

Atualizado em: 18 de outubro de 2019

Aumentar os lucros de uma empresa pode ser uma tarefa árdua quando faltam noções básicas de economia. Mas fica tranquilo, a Bcredi vai te ajudar nesse desafio, confira abaixo!

Essa geralmente é a prioridade de muitos empresários: aumentar os lucros. E isso pode até soar óbvio, já que toda empresa precisa de lucros para se manter e para crescer, principalmente. Porém, aumentar os lucros não é uma tarefa fácil, pois exige muita organização, tempo e principalmente, conhecimento. 

Antes de tudo, precisamos entender o que é lucro. O lucro é o retorno positivo de qualquer investimento ou venda. O retorno negativo é o prejuízo. Entretanto, é comum confundir lucro com faturamento. O faturamento representa o valor que entra no seu caixa no período analisado. Por exemplo: Se você vendeu R$ 2.000,00 em produtos, seu faturamento foi de exatos R$ 2.000,00. Já o lucro é o valor líquido de suas operações comerciais, que não está atrelado à nenhuma despesa (como pagamento de funcionários, contas etc). 

Porém, de nada adianta você entender o que é o lucro se não souber como precificar seu produto ou serviço, certo? Calma que a gente explica também!

Como precificar um produto ou serviço?

A precificação de um produto deve ser pensada tendo em mente tanto seu consumidor, quanto sua intenção de margem de lucro. Você pode seguir passos simples para determinar o preço do seu produto ou serviço, alguns deles são:

  • Entenda quais são seus custos e suas despesas. Focar em fazer com que o seu produto apenas se pague é um erro comum de se cometer. Dessa maneira, você apenas está garantindo a sobrevivência do negócio, sem prever nenhum tipo de expansão dele ou aumento de seus ganhos reais. A principal diferença entre custos e despesas é: custos são todos os gastos que tornam a sua produção ou operação essenciais, como a compra de matéria prima. Já as despesas, são os gastos que dão suporte para que seu negócio flua corretamente.
  • Conheça seu mercado. É importante saber como é o mercado de sua atuação para poder oferecer um preço que seja condizente com a qualidade do seu serviço e esteja de acordo com o que os consumidores pagam normalmente. Você deve acompanhar eventuais eventos sazonais ou promocionais que impactam o preço do seu produto para que não perca nenhuma oportunidade de trazer mais público para dentro de casa.
  • Tenha equilíbrio e bom senso na hora de determinar sua margem de lucro. Uma margem de lucro muito alta poderá aumentar muito o preço do seu produto, fazendo com que isso afaste seus clientes. Entretanto, uma margem de lucro muito baixa poderá comprometer o seu negócio, pois não terá uma sustentabilidade garantida. A gente te ensina a calcular essa margem logo abaixo.

Com esses passos iniciais, você já será capaz de ter uma ideia de como precificar seu produto ou serviço corretamente, já prevendo uma margem de lucro que esteja de acordo com seus objetivos e ajude seu negócio a prosperar.

Como calcular a margem operacional de sua empresa?

A margem operacional mede a eficiência de uma empresa de modo geral, ou seja, qual a representatividade das receitas de suas vendas e serviços dentro das suas atividades operacionais. Esse cálculo é feito através de uma fórmula básica:

MO = Lucro Operacional / Receita Líquida x 100

Sendo:

  • Lucro Operacional: é o resultado operacional da empresa, tudo que é proveniente de investimento realizado nos seus ativos, como aplicações financeiras em outras empresas.
  • Receita Líquida: É a receita de vendas de produtos e serviços da sua empresa, líquido de impostos sobre vendas, devoluções etc.

Exemplificando: Qual seria a margem operacional de uma empresa que possui um Lucro Operacional de R$ 380.000,00 e uma Receita Líquida de R$ 1.270.000,00?

MO = R$ 380.000,00 / R$ 1.270.000,00

MO = 29.92%

Nesse exemplo, a margem operacional da empresa é de 29%. Isso significa que a cada R$ 100,00 de receita, R$ 29,92 representam o lucro de operações. Esse valor ainda não possui dedução de imposto de renda e partilha entre financiadores. Se esse indicador for negativo, isso significa que os acionistas provavelmente terão que arcar com o prejuízo. Uma empresa com margem operacional negativa é inviável, e tende a falir.

Como calcular o lucro no Excel ou Planilhas Google?

Com tantos números e fórmulas, o uso da tecnologia se torna indispensável para acompanhar e organizar as finanças da sua empresa. As principais ferramentas que você provavelmente já ouviu falar, são as de criação de planilhas, como o Excel e o Planilhas Google. Ambas permitem que você organize uma série de dados de acordo com a sua necessidade e consiga cálculos rapidamente, mesmo em grande quantidade. Para calcular o lucro que você possui em um determinado produto, você pode fazer da seguinte forma:

1º passo: Partindo do princípio de que você já possui o valor de compra (valor do custo do produto) e venda (por quanto você vende esse produto ao seu cliente), precisamos encontrar a diferença entre os dois valores, com uma fórmula simples de subtração: = Venda – Compra

cálculo de lucro da empresa

2º passo: Com o lucro definido, precisamos encontrar o seu percentual. A fórmula que iremos utilizar é: = LUCRO / VENDA, conforme o exemplo abaixo:

cálculo de lucro da empresa

Basta transformar o número em porcentagem no botão com o símbolo % e teremos o percentual de lucro de cada produto:

cálculo de lucro da empresa

Dessa maneira, podemos ter uma visão ampla dos lucros da empresa, podendo detectar se realmente há valores satisfatórios nesses indicadores. No exemplo acima, podemos ver que o produto Calça está com uma margem de lucro relativamente baixa, se comparada às margens dos outros produtos – o que mostra uma oportunidade de se trabalhar no preço ou negociar melhores preços com seus fornecedores.

Como calcular a porcentagem de desconto de um produto?

Descontos são boas estratégias para atrair mais consumidores ao seu negócio, ou até mesmo para ajudar a fechar um bom negócio com o seu cliente. Entretanto, é importante saber até onde ir com o desconto para que isso não prejudique a saúde financeira do seu negócio e você não saia no prejuízo. Abaixo, a gente te ensinar a calcular o desconto de um produto.

Exemplo:

Supondo que você queira saber quanto seria o desconto de 35% em um produto de R$ 400,00.

  1. Multiplique a porcentagem pelo valor do produto:
    35 * 400 = 14.000
  2. Divida o resultado por 100: 14.000/100 = 140
  3. Este será o percentual de desconto: 35% de R$ 400,00 é igual a R$ 140,00. O valor final deste produto seria de R$ 260,00. 

Você pode usar essa mesma lógica para calcular quanto de desconto você pode dar em um produto e saber se ainda há lucro, usando a mesma tabela que ensinamos logo acima:

1º passo: Determinar qual será o desconto de cada produto:

cálculo de desconto sobre produto

2º passo: Calcular o valor do desconto através da fórmula: = Desconto * Venda

cálculo de desconto sobre produto

3º passo: Determinar qual será o valor final de venda do produto com o desconto: = Venda – Valor do desconto

cálculo de desconto sobre produto

Agora basta replicar a fórmula para calcular o lucro e o percentual do produto para saber se o desconto que você está aplicando vale a pena:

cálculo de desconto sobre produto

No exemplo criado acima, o desconto aplicado ao Tênis não seria recomendado, pois a sua margem de lucro ficaria negativa. Um bom desconto que não afete o seu lucro e a estrutura de sua empresa não deve diminuir sua margem de lucro para menos de 50%.

Como controlar os gastos e lucros de uma empresa?

Agora que já mostramos pra você o que é lucro, gastos, margem operacional e como calcular um desconto que não agrida a saúde financeira do seu negócio, é importante que falemos do controle de gastos e lucros da sua empresa. 

Como qualquer objetivo a longo prazo, é necessário que você tenha muita disciplina. Organize suas finanças de acordo com o seu negócio: você tem um bar e quer saber o que dá mais lucro e onde você está tendo mais gastos? Separe seus produtos em uma planilha e organize-os em “nichos”, colocando bebidas em uma planilha separada das comidas, por exemplo. Encontre a sua margem de lucro dentro de cada um deles e adeque-a à sua realidade, colocando em prática as fórmulas de margem operacional e margem de lucro para que tenha uma visão do todo, permitindo que você encontre eventuais furos ou oportunidades no seu negócio.

Também é importante ter a tecnologia como sua aliada. Planilhas automatizadas podem ajudar muito no dia-a-dia, e inclusive podem salvar seu negócio com a devida utilização! Aproveite para usá-la para lembrá-lo de seus prazos, sejam eles com seus fornecedores ou com seus clientes, o importante é respeitá-los!

Esperamos que seus negócios prosperem ainda mais com essas dicas, e se a situação apertar, conta com a Bcredi. Ficou com dúvidas? Comenta aí embaixo que a gente te ajuda. Até a próxima!

Caique Cabral

Formado em marketing e amante das letras, vejo o conteúdo como uma fonte de informação que nunca seca. Escrevo sobre finanças para além de números, sempre em busca das melhores soluções para a vida financeira das pessoas.

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *