Franquias de alimentação: as preferidas pelos empresários

lanches em cima de mesa de madeira hamburguer pizza e batata frita
Bcredi

8 de novembro de 2019

Se você quer começar um negócio, precisa pensar nas em abrir uma franquia de alimentação. Conhecidas por serem as “queridinhas dos empresários”, apresentam boa taxa de sucesso e consistem em um modelo acertado.

Duvida? Basta ver os dados do segmento de franquias. Segundo o relatório do 3º trimestre de 2019 da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o faturamento acumulado nos últimos 12 meses chegou a 6,8% e atingiu mais de R$ 182 bilhões. O total de lojas abertas cresceu 4,3%.

Nesse momento, você deve estar se perguntando: como está a alimentação nesse cenário? A resposta é: em primeiro lugar! Com um faturamento de mais de R$ 12,2 bilhões, o crescimento foi de 5,3% e o percentual de lojas criadas apresentou alta de 6,7%.

Em outras palavras, as franquias de alimentação estão apresentando um alto crescimento em 2019 e podem ser o foco para quem deseja entrar no mundo do empreendedorismo e ter sucesso em 2020. Agora, é bem provável que você esteja se animando para investir seu dinheiro, certo?

Se esse é o seu caso, continue lendo nosso artigo, vamos contar mais detalhes sobre as franquias de alimentação no Brasil!

Como funciona uma franquia de alimentação?

As redes de franquias de alimentação preveem que, em vez de abrir uma empresa do zero, você faz uma parceria estratégica com uma marca já conhecida e utiliza seus produtos ou serviços da maneira como está estabelecido em contrato. Com isso, o foco está em produtos já conhecidos e testados no mercado, o que aumenta a chance de atrair clientes. 

Além disso, existe uma característica importante desse segmento. Nos períodos de crise, a alimentação continua a crescer e costuma ser um dos últimos setores a sentir o efeito dos problemas econômicos. Para confirmar essa afirmação, basta pensar nos seus próprios hábitos. Ainda que esteja em época de fazer economia, sempre compra algum produto fora de casa para variar, não é mesmo?

Isso se reflete em crescimento para o segmento alimentício. Somente em 2018, a alta foi de 2,8% no faturamento, chegando a R$ 656 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA). Para 2019, a previsão também é positiva.

Todos os dados apresentados neste artigo  mostram que o ambiente é propício para novos negócios. Esse é um dos fatores que fazem a falência das franquias ser oito vezes menor que a de outras empresas de varejo.

Características do franchising

Existem vários benefícios de trabalhar com uma franquia de alimentação, delivery ou tradicional. Nesse e-book sobre como abrir uma franquia, você encontra os principais. Por ora, é importante saber que esse modelo de negócio tem uma operação individualizada, mas com padrão pré-estabelecido.

Basicamente, você entra em contato com a empresa, passa por um processo seletivo — em que as suas expectativas e as da franqueadora serão alinhadas — e, se tudo der certo, recebe uma Circular de Oferta de Franquia (COF). Nesse documento estarão listadas as principais informações da marca e da negociação, como:

  • valor a ser investido;
  • histórico da franquia;
  • possíveis pendências judiciais;
  • total de franqueados;
  • participação de mercado e mais.

Caso todas as cláusulas estejam corretas, você assina a COF, devolve à marca e recebe o contrato. Esse novo documento é assinado e você se compromete a reproduzir o modelo de negócio, de acordo com as expectativas da empresa.

Isso significa que deve oferecer apenas os produtos e serviços permitidos, manter a qualidade do atendimento, usar os sistemas repassados etc. Para uma franquia de alimentos, ainda deve adquirir os insumos somente dos fornecedores autorizados e repetir o processo de fabricação.

Afinal, você não gostaria de ir a um McDonald’s em São Paulo diferente do que é em Belo Horizonte, certo? Nem gostaria de comprar um sanduíche do Subway em Florianópolis montado de maneira totalmente diferente daquele que você consome em Fortaleza.

Essa é a ideia da franquia de alimentação: manter o produto já aceito pelos consumidores com a mesma qualidade. Conheça as vantagens desse modelo de negócio:

  • atrai mais clientes, porque eles já sabem o que esperar;
  • diminui a chance de falência, porque os produtos são testados e reconhecidos no mercado;
  • tem ampla chance de crescimento, com possibilidade de abrir novas unidades franqueadas, se a marca assim permitir;
  • reduzir gastos com propaganda, já que o valor de marketing já está embutido nas taxas cobradas pela marca;
  • obtém suporte do franqueador, inclusive com relação ao atendimento e ao treinamento dos colaboradores;
  • aumenta o retorno do investimento (ROI), métrica que indica em quanto tempo você recebe de volta o montante inicial aplicado. No caso das franquias, esse período já está previsto na COF e no contrato;
  • tem uma indicação clara do investimento inicial, do capital de giro a ser guardado — ou seja, daquele valor necessário ao funcionamento do negócio — e do prazo para ele começar a dar lucro.

Percebe como é vantajoso investir em uma franquia de alimentação? Além de todos esses benefícios, você ainda pode escolher entre diferentes segmentos, como o delivery, o de comida saudável, redes de fast food, lanches e refeições baratas, culinária temática, etc. Tudo depende do que você gosta e com o que se identifica. A partir disso, é só fazer a aplicação e iniciar o processo seletivo.

Qual o investimento inicial necessário?

O investimento inicial para qualquer franquia de alimentação é variável. Tudo vai depender da estrutura exigida, do estoque necessário, das reformas necessárias no ponto de venda etc. O aspecto positivo do franchising é que você já sabe de início quanto precisará aplicar.

Isso porque o valor está descrito na COF. Assim, antes mesmo de fechar o negócio, você já sabe quanto dinheiro precisa juntar.

De modo geral, você encontra franquias de alimentação que vão de R$ 10 mil iniciais até mais de R$ 1 milhão. Então, qual o valor da franquia do Subway? Que franquia abrir com R$ 20 mil? Qual o valor da franquia do Brasileirinho? Ou da Cacau Show? Confira algumas alternativas a seguir:

Brasileirinho Delivery

O foco é a comida mineira e popular brasileira servida em um box. A franquia do Brasileirinho Delivery requer um investimento de R$ 100 mil para a modalidade express, que foca no delivery. No formato full, que tem um espaço para o cliente comer no local, chega a R$ 130 mil.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Taco Bell

A comida tex mex (expressão para a mistura cultural texana e mexicana) é o foco da Taco Bell, que iniciou esse movimento nos Estados Unidos. Com tacos, burritos, quesadillas e outros produtos, ter uma franquia do Taco Bell Brasil exige um investimento de R$ 1,2 milhão em cada unidade.

Imagem relacionada

Pizza Hut

Uma das pizzarias mais famosas do mundo vende cerca de 11,5 milhões de pizzas por dia. Com uma expectativa de 700 lojas no Brasil em 2023, o investimento inicial para abrir uma franquia da Pizza Hut é de R$ 1 milhão.

Logo KFC

KFC

O tempero e o preparo do frango no KFC é produzido com 11 ingredientes secretos. Isso fez a marca ser a maior do mundo em frango frito. Quer abrir uma unidade? É preciso investir R$ 1,6 milhão para ter uma franquia da KFC no Brasil.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Sodiê Doces

A marca de confeitaria já tem mais de 300 lojas com 90 variedades de sabores de bolos e reconhecimento em todo o País. O investimento para uma franquia Sodiê é de R$ 450 mil.


Jin Jin Wok

Jin Jin

No ramo da culinária asiática, o Jin Jin tem planos de expansão para todo o Brasil. Para ter uma loja completa, você precisa investir R$ 400 mil. Outra opção são  os quiosques, cujo investimento é de R$ 200 mil.

Resultado de imagem para meu acai express

Meu Açaí Express

O foco na alimentação saudável fez a franquia Meu Açaí Express aumentar suas operações. Com lojas entre 9 m² e 20 m², exige um investimento entre R$ 63 mil e R$ 138 mil.


Resultado de imagem para subway logo

Subway

A única rede de fast food presente no Pentágono (Estados Unidos) também faz sucesso no Brasil. Com sanduíches personalizáveis, conforme os ingredientes oferecidos, o investimento necessário é de R$ 330 mil.

Cacau Show

A inovação da Cacau Show vai muito além dos chocolates. Com diferentes modelos de negócios para os franqueados, é possível abrir uma unidade qualquer que seja o valor disponível. 

Uma loja tradicional da Cacau Show custa a partir de R$ 165 mil. Se o estabelecimento for em cidades com até 30 mil habitantes será de R$ 155 mil. Você ainda pode optar pela microfranquia da gelateria Cacau Show, que é um quiosque do tipo carrinho. Ele exige uma aplicação de R$ 38 mil. Os quiosques tradicionais exigem um montante inicial de R$ 130 mil e a chocolateria fica em R$ 75 mil.

Franquias de alimentação de até R$ 20 mil

Seu objetivo é investir até R$ 20 mil? Veja as opções disponíveis:

  • Chocolateria Brasileira: R$ 3 mil;
  • Mr. Kids: R$ 18,7 mil;
  • Brasil Nutri Shop: R$ 9 mil.

Como você pôde perceber, existem opções para todos os bolsos. Além disso, por mais que o investimento inicial seja maior, o retorno costuma ser rápido, em até 36 meses. Isso porque o público já conhece e começa a comprar logo no dia de abertura!

Quais são as principais franquias de alimentação no Brasil?

Falar das principais franquias do setor de alimentos exige considerar aquelas com maior participação no mercado. Para listar todas elas, consideramos a lista das 50 maiores franquias do mercado segundo a ABF, que contém 18 do setor alimentício. Veja todas elas, a partir dos dados consolidados de 2018:

  • AM PM Mini Market: 2.493 unidades;
  • Mcdonald’s: 2.289 unidades;
  • Cacau Show: 2.232 unidades;
  • Subway: 2.094 unidades;
  • BR Mania: 1.231 unidades;
  • Dia%: 1.184 unidades;
  • Bob’s: 1.043 unidades;
  • Burger King Brasil: 980 unidades;
  • Chiquinho Sorvetes: 451 unidades;
  • Nosso Bar: 429 unidades;
  • Chocolates Brasil Cacau: 380 unidades;
  • Mundo Verde: 377 unidades;
  • Giraffa’s: 369 unidades;
  • Kopenhagen: 358 unidades;
  • Spoleto: 351 unidades;
  • Casa de Bolos: 340 unidades;
  • Sodiê Doces: 308 unidades;
  • Habib’s: 307 unidades.

Você pode aprender como abrir uma franquia aqui e optar por uma das marcas listadas. Outras oportunidades também trazem bons resultados, uma vez que essa é apenas a indicação das maiores. Contudo, qualquer negócio na área de alimentação tende a oferecer lucro pelos motivos que já explicamos.

Qual é o valor de uma franquia de alimentos?

O total aplicado vai muito além do investimento inicial. Para abrir uma franquia alimentícia, você precisa se atentar ao estoque, à contratação de colaboradores e à folha de pagamento, entre outros valores.

Nesse momento, você deve lembrar que, por receber um modelo de negócio pronto e já estruturado, precisa “recompensar” a marca por ter acesso a esse know-how. Aqui, os gastos principais são:

  • taxa de franquia: é o pagamento feito pelo franqueado à marca no momento da assinatura do contrato. Incide apenas uma vez;
  • taxas de royalties e publicidade: são aplicadas todos os meses conforme o uso da marca;
  • compra de insumos dos fornecedores: é preciso adquirir somente os produtos dos parceiros da marca e, em alguns casos, há a exigência de um valor mínimo de negociação mensal.

Além disso, há o pagamento de colaboradores, do aluguel do espaço e manutenção do ambiente no que se refere à estrutura física, impostos e mais. Por isso, é importante considerar todas esses valores na hora de abrir o negócio.

Esses valores, junto ao investimento inicial, devem ser acrescidos do capital de giro. No franchising, já vem especificado na COF o montante a ser reservado e o prazo de retorno. Assim, você consegue se programar melhor e até procurar alternativas, caso não tenha a quantia suficiente para começar seu negócio.

Como conseguir dinheiro para abrir uma franquia?

Está sem o dinheiro necessário para começar seu negócio, mas quer encontrar uma forma de conquistar seu objetivo? Primeiro, leia este conteúdo sobre como abrir uma franquia. Em seguida, busque uma forma de financiamento viável.

Existem várias opções no mercado. Cada uma delas tem suas próprias características. Analisá-las é uma forma de descobrir a alternativa mais viável para o seu caso. Confira algumas possibilidades!

Economizar

É a opção mais barata, mas a que leva mais tempo. Você precisa de muita disciplina para guardar o máximo possível. Ainda assim, levará muitos anos para concretizar o seu sonho.

Pedir ajuda de amigos e familiares

Tem alguém próximo capaz de emprestar uma grande quantia de dinheiro? Pedir emprestado é uma opção. A parte negativa é que você terá essa dívida a pagar, que pode interferir na relação pessoal. Além disso, é possível haver uma cobrança exagerada por parte do credor.

Conseguir um sócio investidor

Ter alguém para colocar dinheiro na sua ideia é uma boa chance de conquistar seu sonho com rapidez. A parte negativa é que esse sócio pode não complementar suas habilidades, o que pode prejudicar a relação e causar conflitos posteriores.

Solicitar um empréstimo

Existem linhas de financiamento específicas para empresas e abertura de franquias. Basta procurar a instituição financeira e sinalizar a necessidade. Lembre-se de que, aqui, serão aplicadas taxas de juros. Além disso, a burocracia é grande e você precisará entregar até o contrato social e o plano de negócio.

Caso não tenha esses documentos, você tem a chance de procurar um crédito pessoal. O empréstimo com garantia de imóvel é a melhor alternativa, porque tem taxa de juros mais baixas — inclusive que as linhas empresariais — e tem uma burocracia menor.

Como funciona o processo de contratação de franquia?

O primeiro passo é pesquisar a marca com a qual gostaria de firmar uma parceria e ver suas principais informações. Como apresentamos neste artigo, existem possibilidades variadas, desde as mais baratas, que custam menos de R$ 20 mil, até as mais caras, que ultrapassam R$ 2 milhões.

Depois de escolher a que se enquadra melhor nas suas expectativas — você pode ter mais de uma opção em vista —, entre em contato pelo site e preencha o formulário disponível. Em alguns dias, você receberá o retorno de um consultor, que marcará uma entrevista e sanará suas dúvidas.

Aproveite o momento para questionar tudo que precisa e ter certeza de que sua escolha foi acertada. Se a parceria for positiva para ambas as partes, você receberá a COF. Analise todas as informações e conte com a ajuda de um advogado para evitar imprevistos posteriores.

Nesse momento, ainda vale a pena conversar com franqueados e ex-proprietários de unidades. Seus contatos estarão disponíveis na COF e eles podem indicar se a marca cumpre com o prometido.

Após garantir esses aspectos, assine o contrato e confira os próximos passos direto com a marca. Lembre-se de que, como franqueado, você tem algumas responsabilidades. Entre elas:

  • seguir o padrão exigido pela franqueadora;
  • cuidar da gestão financeira da sua unidade, porque ela é uma pessoa jurídica independente;
  • usar o capital disponível para expandir as operações.

Por outro lado, a franqueadora deve oferecer treinamento e suporte. Todos esses direitos e deveres estão mais bem explicados neste e-book.

Qual a melhor empresa para conseguir um empréstimo e abrir uma franquia?

Para conseguir o dinheiro de que precisa para abrir sua franquia de alimentos, é preciso solicitar um crédito seguro e de uma empresa confiável. A melhor alternativa é a Bcredi, que trabalha com empréstimo com garantia de imóvel com taxas a partir de 0,99% ao mês.

O período de pagamento vai até 180 meses — muito além do prazo de retorno do investimento, que costuma ficar entre 24 e 36 meses. Desse modo, você garante o pagamento das prestações sem complicar seu capital de giro ou os primeiros meses de funcionamento da sua unidade.

Além disso, um dos benefícios oferecidos pela Bcredi é a possibilidade de ter carência de 6 meses para começar a pagar. Até lá, você já deve estar com sua gestão financeira mais organizada e com giro constante.

Por isso, você consegue o dinheiro de que precisa sem burocracia, deixa seu imóvel alienado para a instituição financeira e o retoma ao final, após quitar todo o empréstimo. O resultado é mais tranquilidade para pagar sua dívida e fazer seu negócio crescer com solidez.

Em resumo, você abre a sua franquia de alimentação, obtém retorno relativamente rápido e paga suas dívidas com facilidade, sem comprometer seu capital de giro. É assim que você efetiva uma gestão financeira eficiente e comprometida com os resultados da empresa.

E você, quer abrir sua franquia alimentícia e precisa de dinheiro rápido e com todas as vantagens apresentadas? Entre em contato a Bcredi e fale com um de nossos consultores. Conheça os benefícios e veja como abrir sua empresa de maneira financeiramente sustentável.

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *