Como abrir um consultório?

abrir consultório
Bcredi

28 de outubro de 2019

Quer abrir um consultório médico ou odontológico e não sabe por onde começar? Nós vamos te ajudar. Confira nossas dicas nesse post!

Planejar como abrir um consultório é um passo importante para médicos, dentistas, fisioterapeutas e tantos outros profissionais da área da saúde que desejam ter ainda mais sucesso em suas carreiras. Isso fica bem evidente na pesquisa Demografia Médica no Brasil de 2018, que mostra que 50,2% dos profissionais entrevistados querem montar e atuar em consultório particular.

Não pense que esse passo importante pode ser dado apenas por profissionais com muitos anos de experiência. Pelo contrário, mesmo quem acabou de sair da graduação, de uma especialização ou da fase de residência médica, por exemplo, já pode pensar em ser dono do próprio negócio.

Essa etapa empreendedora na vida profissional vem acompanhada de muitos desafios — até mesmo porque os cursos superiores na área da saúde não costumam ofertar disciplinas de administração, marketing e finanças, por exemplo. Se você está nessa situação, pensando em como abrir um consultório, saiba que é necessário pesquisar muito e organizar-se financeiramente para realizar o sonho.

Qual a média de valor para abrir um consultório?

A resposta para essa pergunta é muito relativa e também varia conforme a cidade na qual o profissional pretende atuar. De acordo com a Venegas Contábil, os custos para abrir um consultório médico podem ficar em torno de R$ 80 mil a R$ 800 mil. Tudo deve ser levado em consideração: a localização, o público-alvo a ser atendido, a compra de equipamentos para realização de exames etc. 

A Capital Contabilidade cita que a média de custos para abrir um consultório odontológico é de R$ 115 mil, já que o local deve ter vários equipamentos e, assim como as clínicas médicas, seguir rigorosamente exigências legais e específicas. Já quem precisa saber quanto custa abrir um consultório de fisioterapia pode recorrer à pesquisa do Sebrae, que cita que o custo fica entre R$ 60 mil a R$ 200 mil.

Recorrer a ajuda de uma empresa de contabilidade é algo bem importante para quem pretende abrir um consultório. Isso porque, fazendo isso, você realmente se dedica a cuidar de seus pacientes e exercer o trabalho, deixando todas as tarefas contábeis com quem entende do assunto.

Além dos gastos iniciais para realmente abrir o consultório, tenha em mente que você ainda precisa reservar dinheiro para aluguel, alvarás e licenças, possíveis reformas, contratação de pessoas, despesas fixas, contador, marketing para atrair novos pacientes, etc.

Qual é o procedimento para abrir um consultório?

Confira os passos iniciais para abrir seu consultório:

Passo 1: pense como será a estrutura

Antes de começar qualquer pesquisa, planeje como será a estrutura do consultório. Você deve procurar um imóvel que tenha espaço para a recepção de pacientes, sala de espera, banheiros e a sala de atendimento. Caso tenha materiais, observe todo o espaço para armazenamento. No futuro, esse espaço tem chances de ser ampliado? Já pense a respeito disso, pois com o crescimento do negócio, ter que mudar de endereço pode ser um problema.

Passo 2: onde será o escritório

Agora que você já sabe qual a estrutura ideal para trabalhar, pesquise a localização do consultório. Isso vai de acordo com o público-alvo que pretende atender. Analise como é o acesso ao local, se tem transporte público fácil, se existem lugares para estacionar veículos facilmente etc. Até mesmo a decoração do consultório será influenciada pelo local de atendimento e público-alvo de interesse.

Passo 3: conformidade com exigências legais e sanitárias

Na hora de pensar como abrir um consultório, tenha em mente que legalizar o local de trabalho, seguindo todas as exigências legislativas e sanitárias, é fundamental antes mesmo de começar a atender o primeiro paciente. Nesse processo, uma empresa de contabilidade pode auxiliar a tarefa por completo!

Além de ter um CNPJ, é primordial conferir toda a documentação com órgãos como ANVISA, Corpo de Bombeiros, Conselhos Regionais da área de atuação, entre outros.

Passo 4: gestão do consultório

Ter um consultório vai além de fazer o atendimento. É importante planejar como será a gestão da clínica, pensando em investir em tecnologia para a empresa, como um sistema que otimize processos e garanta agilidade na rotina de trabalho.

Aprender táticas sobre gestão financeira e controle orçamentário ajudam a diminuir custos e fazer com que a empresa funcione bem. Aqui, novamente: se você não tem habilidade no assunto, recorra a um contador de confiança para te assessorar no processo.

Passo 5: divulgue seu trabalho

No começo, não espere ter agendas lotadas com um atendimento atrás do outro. Tudo tem seu tempo! Confira junto ao Conselho Regional da sua área de atuação como você pode trabalhar com a divulgação do seu negócio na internet, seguindo essas recomendações com cautela e rigor. Todos sabemos que é fundamental ter presença digital ou um site para que as pessoas te encontrem na internet, pensar em como será o logo do consultório e como será seu cartão de visita. Mas, tudo de acordo com o permitido.

Sabendo esses passos iniciais, você já pode planejar como abrir um consultório e seguir sua vocação em um estabelecimento particular.

Como conseguir capital de giro ou capital inicial?

O capital de giro é o tipo de investimento mais importante de toda empresa e consequentemente de um consultório. De maneira resumida, é o capital que movimenta o dia a dia da empresa e garante que todas as atividades do negócio sejam executadas.

É muito comum que ao abrir um negócio o retorno financeiro demore alguns meses para acontecer. Nesse meio tempo, você não pode esperar que o convênio médico, por exemplo, faça o repasse para pagar a conta de luz, de água ou de funcionários, certo? Tendo capital de giro, até que a saúde financeira do seu consultório seja estabelecida, você tem segurança de que os processos continuem sendo realizados.

Por isso, é importante ter em mente que não basta só pensar em como abrir um consultório, focando apenas no espaço físico. É preciso, também, ter uma reserva financeira para quitação de gastos fixos e eventuais despesas variáveis que surjam.

Para saber quanto capital de giro é importante ter em seu consultório, o primeiro passo é controlar todo o dinheiro que entra e que sai na sua empresa. Para facilitar sua vida, nós preparamos uma planilha de fluxo de caixa, com a qual é possível calcular o capital de giro.

Mas como conseguir esse dinheiro logo após sair da faculdade ou terminar uma especialização? Nem todo mundo tem um pé de meia para investir prontamente na hora de abrir um consultório. Entretanto, existem alternativas para você levantar dinheiro de maneira saudável para garantir que o capital de giro de seu negócio esteja à disposição para as necessidades do negócio.

Isso acontece com quem opta pelo empréstimo com garantia de imóvel, um tipo de crédito com liberação rápida de dinheiro, sem burocracia e com taxas de juros realmente baixas. Aqui na Bcredi, para você ter ideia, as taxas de um empréstimo nessa modalidade partem de 0,99% ao mês + IPCA.

Em vez de enfrentar filas e burocracia em bancos para tentar fazer um empréstimo, que muitas vezes é recusado ou tem taxas de juros altíssimas — como aconteceu com o David, que tem uma oficina e loja de motos e com a Silvia que tem negócio de restauração de obras —, recorra a um crédito saudável como o empréstimo com garantia de imóvel.

Qualquer pessoa que tenha um imóvel quitado em seu nome pode solicitar esse tipo de empréstimo. No caso de um recém-formado que talvez não tenha uma casa, um apartamento ou um terreno, por exemplo, vale a pena conversar com um familiar que já possua um bem quitado para pegar o dinheiro emprestado.

O empréstimo com garantia de imóvel não é uma hipoteca. O imóvel fica alienado como garantia de que os pagamentos serão feitos certinhos. Justamente por isso, essa modalidade é considerada de baixo risco (porque nós sabemos que você vai pagar). Os donos da casa alienada continuam morando nela numa boa, sem nenhum tipo de restrição — somente a venda do bem não pode ser feita até que a dívida seja quitada.

A boa notícia é que o prazo de pagamento é estendido, fazendo com que as parcelas sejam menores se comparadas a outras linhas de crédito tradicionais, como o empréstimo pessoal oferecido por muitos bancos ou o temido cheque especial. Isso é perfeito para quem está começando uma nova etapa na vida profissional!

Outra vantagem de se fazer um empréstimo para investir em um novo negócio deixando um imóvel como garantia é que o dinheiro levantado é de uso livre e pode ser utilizado para garantir o capital de giro, mas também para comprar equipamentos, fazer reformas nas instalações do consultório e tudo mais que o contratante bem entender!

Transforme o sonho em realidade

Se você deseja montar um consultório médico, odontológico, psicológico ou de outra área da saúde, saiba que este sonho está muito perto de se tornar realidade. Faça uma simulação aqui na Bcredi e descubra como o empréstimo com garantia de imóvel é um jeito inteligente e bom para o seu bolso na hora que precisar de dinheiro para investir no seu próprio consultório.

Bcredi

A Bcredi é uma fintech que oferece Crédito com Garantia de Imóvel com uma das menores taxas do Brasil, de um jeito descomplicado. Nossos conteúdos te ajudam a entender melhor o universo financeiro e a fazer melhores escolhas com o seu dinheiro!

Um jeito descomplicado de você acompanhar as novidades do nosso blog.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *